4 eventos ao vivo

7 passos para o músico sobreviver à crise causada pelo coronavírus

21 mar 2020
08h02
atualizado em 18/6/2020 às 15h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Março do ano 2020, século XXI, e vivenciamos a pandemia do COVID-19. O momento é de cuidado e prevenção. Neste cenário, o músico também precisa sobreviver à crise causada pelo coronavírus.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Pensando nas recomendações listadas acima, descobri que alguns cuidados que o músico deve ter durante o período de pandemia podem até virar hábitos de higiene e precaução. Por isso, meu amigo e minha amiga, se ligue nos 7 passos para sobreviver à crise causada pelo coronavírus.

Vamos lá?

1. Não emprestar palhetas

Se em condições normais a gente costuma ficar sem as palhetas que emprestamos, que tal fazer da crise do coronavírus o cenário perfeito para eliminar esse hábito? Eis o momento ideal para nunca mais usar uma palheta alheia. ["Amizade, amizade; palhetas à parte!"]

2. Desinfetar bem as baquetas

Um par de baqueta é a extensão dos braços de um baterista. E já que vivemos tempos de pandemia, nossos amigos bateras reservar um pouquinho do álcool em gel para desinfetar as baquetas, o banquinho da bateria e - claro - as mãos e os braços.

3. Não cantar no mesmo microfone

O microfone é a principal ferramenta de trabalho de todos os músicos que usam a voz. Logo, se você é vocalista ou faz backing vocals, não divida o mesmo microfone com outros companheiros da banda.

4. Não colocar a boca no mesmo instrumento de sopro

Eis um hábito que deveria fazer parte do cotidiano de quem toca gaita, sax, trompete ou qualquer outro instrumento que faça parte da classe dos aerofones.

Steven Tyler e Mick Jagger, certamente, não emprestam suas respectivas harmónicas para ninguém. Siga o exemplo desses mestres

5. Manter os ambientes ventilados

De acordo com as recomendações do Ministério da Saúde, manter os ambientes ventilados é uma das medidas de prevenção contra o COVID- 19. Sendo assim, se você for tocar com outros músicos, experimentem fazer um som na garagem da sua casa.

6. Invista na criatividade e na internet

Seja criativo e encontre novas maneiras de mostrar seu trabalho nesta época de crise. Reforce sua presença nas melhores plataformas de streaming e de vídeo, e fortaleça o posicionamento de sua banda nas redes sociais. Afinal de contas, a música é arte… e a arte sempre alivia os impactos causados pelos momentos de turbulência.

7. Mantenha a calma

Este é o passo mais importante: manter a calma. Tudo vai voltar ao normal e quando voltar, as pessoas vão querer sair pra curtir seu som ao vivo

E já que você chegou até aqui, não saia sem antes dar um help! Sua ajuda é de total importância para que músicos do mundo inteiro sobrevivam à crise causada pelo coronavírus. Para colaborar, basta divulgar este post aí nas suas redes sociais e contatos do WhatsApp. Juntos, todos somos mais fortes…

Veja também:

Drake critica Grammy por esnobar The Weeknd em indicados
Cifra Club
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade