PUBLICIDADE

Rafa Kalimann rebate críticas por desempenho em novela: 'Só quero que os diretores gostem'

Influenciadora ainda disse que substitui palavras do roteiro, pois algumas não cabem em seu vocabulário

18 jun 2024 - 09h37
(atualizado às 10h13)
Compartilhar
Exibir comentários
Rafa Kalimann, ex-BBB e atriz
Rafa Kalimann, ex-BBB e atriz
Foto: @instagram

Rafa Kalimann, de 31 anos, rebateu as críticas que recebe por sua atuação. No momento, ela está no ar como Jéssica, antagonista em Família é Tudo, atual novela da faixa das 19h, da Globo.

"Esse foi o primeiro trabalho que fiz nesses últimos quatro anos que eu fui pensando: 'Fod*-se o que vão falar, pensar, só quero que os diretores e o autor gostem'. Se eu entregar esse trabalho representando o personagem que eles, de fato, me entregaram nas mãos, está tudo bem, quero viver isso por mim", disse ela, em entrevista ao podcast E Você, no YouTube.

Segundo Kalimann, pensou apenas em sua realização profissional quando aceitou fazer a personagem. "Eu tô fazendo ela [a Jéssica] por mim. Eu vou trabalhar e eu me divirto. Eu assisto e não estou pensando: 'ai meu Deus será que as pessoas vão gostar ou não'. Eu quero que as pessoas gostem, óbvio, mas eu vejo por mim. É uma superação a cada cena, uma evolução, as coisas que eu vivo ali dentro do set, que eu aprendo. Fiz muitos amigos atrizes, atores, que me acolheram. Todas as pessoas do meio artístico que até agora passaram por minha vida me acolheram, não tive problema ou questão com ninguém."

A ex-participante do Big Brother Brasil ainda comentou que acredita que as críticas ao seu trabalhos são injustas e podem configurar, inclusive, uma perseguição. Apesar da pressão em cima do seu desempenho, ela acredita que seu empenho reflete no gosto que a direção da Globo tem por ela, o que justifica estar contratada desde que saiu da 21ª edição do reality show.

A influenciadora ainda revelou  que troca algumas palavras escritas para sua personagem. Segundo ela, termos como "desgraçada" não fazem parte de seu vocabulário e as vezes opta por substituir. "Quando recebo os textos, às vezes falo assim: 'Ai, Daniel Ortiz, por que você escreveu isso? Eu vou ter que falar essa palavra'. Porque tem palavra que eu não consigo falar na minha vida", iniciou ela. "Tem uma palavra que é o oposto de 'sem graça', de pessoa que não tem a graça de Deus... Não gosto dessa palavra, é muito pesada para mim. Se eu falasse em casa, meus pais diriam: 'Não [pode]', é cultural [para mim], e a Jéssica tem que falar. Tem dia que tento passar ilesa, eu pulo do texto, eu mudo a palavra, tento colocar outra palavra lá para criticar a Electra, e aí o diretor fala: 'Rafa, a palavra não é essa'. Aí vou lá falar como a Jéssica. Mas está sendo muito prazeroso para mim viver isso e ver uma outra versão da Rafa vindo à tona".

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade