1 evento ao vivo

Visual manchado: degradê e tie dye voltam entre as tendências da temporada

Além das estampas divertidas e do animal print, duas das principais tendências da temporada, uma forma de estampar menos 'controlada' vem dominando as passarelas nacionais e internacionais. O Tie Dye, aquele print feito com nózinhos amarrados no tecido, está de volta depois de um período de ostracismo. O visual 'manchado', aliás, está volta também com os degradês. Confira!

6 nov 2018
18h00
  • separator
  • comentários

Se tem uma trend que estava esquecida faz um tempo, ela é o tie dye. A técnica, feita com amarrações no tecido para que a tintura fique assim "manchada" (tie dye é uma expressão da língua inglesa que quer dizer "amarrar e tingir", em tradução livre) se encontrava há algumas temporadas no ostracismo. A atriz Drew Barrymore já revelou que faz a pintura em sua pia. Com pegada artesanal e menos "controlada" que estampas clássicas ou digitais, o tie dye traz uma pegada artesanal e étnica para os looks, e nos faz lembrar da moda dos anos 60 e 70, em que a contracultura hippie dominou também o universo fashion. Nos anos 90 o estilo ressurgiu pelas mãos dos surfistas, cuja marca registrada eram as t-shirts coloridíssimas feitas com o tingimento.

Tie dye na semana de moda de Nova York

Nesta temporada, no entanto, a técnica apareceu em algumas das passarelas mais importantes do mundo, nas semanas de moda de Nova York, Londres, Milão e Paris, que trazem as tendências que vão estar em alta no verão 2019, que no hemisfério norte começa em junho. Em Nova York a técnica apareceu nas passarelas de grifes como Michael Kors, Prabal Gurung, Calvin Klein, Oscar de La Renta e Proenza Schouler. Já em Paris o tie dye vem aparecendo nos desfiles há mais de uma temporada, e fez parte do penúltimo desfile de verão da Chanel e do último inverno da Valentino, por exemplo. Estas duas grifes apostam em uma pegada mais sofisticada e menos "hippie", trazendo o tie dye para os looks de luxo. A estampa "manchada" ainda fez parte do último desfile da Celine antes da entrada do designer Hedi Slimane para a diretoria criativa da marca, mudando completamente o estilo e direcionamento da grife.

Visual manchado com suavidade

Ainda na Semana de Moda de Paris, a designer Stella McCartney investiu pesado na técnica, que ganhou suavidade por ter sido aplicada em tons pastel. Em t-shirts, vestidos com babados e até no jeans, a estilista apostou no despojamento para criar looks despretensiosos. Já a Dior , que apostou no universo do ballet para apresentar sua coleção de verão 2019, investiu nas manchas feitas sobre o tule delicadíssimo, e ainda em um efeito degradê que traz suavidade para as peças, manteando-as na onda romântica que dominou as passarelas do verão 2019.

Jeans marmorizado e degradê

Por aqui tanto die dye quanto degradê apareceram em desfiles do São Paulo Fashion Week. A Two Denin apostou no jeans manchado, em estilo marmorizado -- uma das principais trends da temporada -- para criar conjuntinhos que prometem ser febre quando nosso inverno chegar. Já a Apartamento 03 levou imponentes peças em degradê bem marcado para a passarela.

(por Deborah Couto)

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade