2 eventos ao vivo

Sérgio Chapelin e a mulher se divertem com neto em noite de autógrafos. Fotos!

Sérgio Chapelin teve a companhia da mulher, Regina Ghiaroni, e de um netinho ao prestigiar a noite de autógrafos do novo romance de Edney Silvestre, 'O Último Dia da Inocência', em livraria da Zona Sul do Rio. Repórter foi prestigiado ainda por Fernanda Montenegro e Gloria Perez entre outros, nesta terça-feira (13). Em setembro, Chapelin deixará o 'Globo Repórter' após 23 anos e dará lugar a Sandra Annenberg

14 ago 2019
10h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Prestes a deixar o comando do "Globo Repórter", Sergio Chapelin foi clicado em momento raro com a família durante o lançamento do livro "O Último Dia da Inocência" do jornalista Edney Silvestre. A noite de autógrafos aconteceu no shopping Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (13). Apresentadora do "Jornal da GloboNews - Edição das 18h", Leilane Neubarth, Gloria Perez e Fernanda Montenegro foram famosos a prestigiarem Edney. Após garantir o seu exemplar, Chapelin deixou a livraria de mãos dadas com o netinho, que esbanjou fofura ao usar uma jardineira e que se divertiu também com a vovó, Regina Ghiaroni, mulher do apresentador, pai de três filhos, Flávio, Luciana e Sérgio Luis.

Chapelin continua na Globo após deixar 'Globo Repórter'

As mudanças no jornalismo da emissora carioca estão previstas para setembro. Sandra Annenberg vai assumir o lugar de Chapelin no "Globo Repórter" e fará reportagens para o jornalístico, assim como Gloria Maria, a outra titular. Já Maria Julia Coutinho substitui Sandra no "Jornal Hoje". Chapelin continuará na Globo, onde chegou em 1972 para apresentar o "Hoje". Em seguida, passou a comandar o "Jornal Nacional". Entre 1973 e 83 esteve à frente do "Globo Repórter". Nesse período, assumiu a apresentação do "Jornal Amanhã", do "Jornal da Noite", do "Jornal da Globo" e do "Jornal Nacional - 2ª Edição". Após um ano no SBT, voltou para a Globo e assumiu o "Fantástico". Mais tarde, retornou para o "Globo Repórter" e para o "Jornal Nacional", onde ficou entre 89 e 96. Em 2015, arrancou elogios do público ao reviver a parceria com Cid Moreira no "JN".

Saiba história de 'O Último Dia da Inocência'

Em 196 páginas, o livro narra a história de um jornalista que presencia um assassinato durante comício de João Goulart e acaba sendo apontado como autor do homicídio. Como não lembra se matou ou não, o jornalista passa a procurar quem pode lhe ajudar a provar sua inocência.

Susana Naspolini recebeu mãe e filha ao lançar biografia

A repórter do "RJ1" reuniu colegas de emissora e a mãe e a filha ao lançar sua biografia, "Eu Escolho Ser Feliz" e impressionou pela semelhança com as duas. No livro, Susana Naspolini recorda os quatro diagnósticos de câncer e o casamento com Maurício Torres, locutor esportivo morto em 2014. "Os moradores (de comunidades visitadas pelo telejornal) passaram a enviar muitas mensagens perguntando sobre a doença ou contando casos na família, dizendo como era, como não era, dando dicas de tratamento", recordou a jornalista ao lembrar de onde surgiu a ideia da biografia.

(Por Guilherme Guidorizzi)

PurePeople
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade