1 evento ao vivo

Sandra Annenberg descarta ir para o entretenimento

Âncora do 'Jornal Hoje' recebeu prêmio de melhor jornalista de 2017 no Melhores do Ano

11 dez 2017
10h42
atualizado às 12h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Sandra Annenberg , na contramão de Fátima Bernardes e Patrícia Poeta, que trocaram a bancada do jornalismo da Globo pelos programas de entretenimento "Encontro com Fátima Bernardes" e "É de Casa", não quer deixar o "Jornal Hoje" tão cedo. Em entrevista ao Purepeople, a eleita melhor jornalista de 2017 no Melhores do Ano - evento promovido pelo "Domingão do Faustão" que também premiou Ivete Sangalo como melhor cantora - afirma não ter pretensão de mudar de área na emissora.

'Pretendo continuar fazendo isso até quando der'

A âncora do "JH" confundida por Cesar Tralli com a namorada de Túlio Gadêlha afirma não ter vontade de atuar em novos formatos de programas, pelo menos por agora. "Encararia, até encararia, mas não é o caso. Já encarei tanta coisa na minha vida. A minha história é longa. São muitos anos de trabalho. Eu já fiz de tudo um pouco, já fiz muito. O que eu faço hoje é jornalismo, é telejornal, é o que eu gosto de fazer. Então, pretendo continuar fazendo isso até quando der. Aí quando não der, a gente pode pensar no futuro, que eu não sei o que será", diz a mulher que também comando o "Como Será?" aos sábados.

Sandra Annenberg fica surpresa com prêmio: 'Divido com eles'

Competindo o troféu jornalismo com Renata Vasconcellos e William Bonner, zoado pela namorada ao segurar prêmio do ator mirim João Bravo, se mostrou surpresa com a predileção do público. "Eu não esperava! Eu confesso que, assim, é muito inesperado receber esse prêmio no meio de dois jornalistas desse porte, a Renata e o William, que são queridos, apresentadores do 'Jornal Nacional', a quem eu admiro tanto. Eu divido esse prêmio com eles", disse a jornalista que virou meme ao se assustar com vídeo durante exibição do jornal. "Agora, eu divido esse prêmio, Fausto, com todo mundo porque, como você disse, nós vivemos um ano muito difícil no nosso país. Eu sou bastante otimista, eu gosto de ver a metade do copo cheio e olhar para frente sempre. O ano que é vem é muito importante para todos nós então eu termino esse ano com chave de ouro mas olho para frente e vejo que nós temos ainda muitas coisas a fazer", afirma ela, que completará 50 anos em 2018.

 

Veja também:

PurePeople
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade