0

Paulo Gustavo explica ausência de beijo gay em filme

Paulo Gustavo negou que tenha censurado cena de beijo entre Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Thiago (Lucas Cordeiro) em 'Minha Mãe É uma Peça 3'.

13 set 2019
10h32
atualizado às 10h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Paulo Gustavo usou as redes sociais para reagir às críticas por ausência de beijo gay no casamento de Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Thiago (Lucas Cordeiro) no filme "Minha Mãe É uma Peça 3".

Na madrugada desta sexta-feira (13), o pai dos gêmeos Romeo e Gael negou veto e explicou que, na verdade, a cena nunca existiu. "Eu não retirei! Ela não existe, não tem essa cena no filme. Outra coisa, vocês estão questionando e criticando algo que vocês não viram. Não é que o Pandolfo beijou outro ator, teve a cena do beijo e eu falei 'corta, tira', e eu censurei, não, não tem", iniciou.

Sem papas na língua, o artista ainda criticou o comportamento dos internautas: "Isso é muito louco, a internet tá doida hoje, o povo tá muito raivoso, vocês estão soltando ódio na internet".

Paulo Gustavo se irritou com críticas por ausência de beijo gay no casamento entre Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Thiago (Lucas Cordeiro) em 'Minha Mãe É uma Peça 3': 'Eu não retirei! '
Paulo Gustavo se irritou com críticas por ausência de beijo gay no casamento entre Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Thiago (Lucas Cordeiro) em 'Minha Mãe É uma Peça 3': 'Eu não retirei! '
Foto: Divulgação, TV Globo / Páprica Fotografia / PurePeople

Paulo Gustavo afasta preconceito: 'Gente, eu sou gay'

Em meio a polêmica nas redes sociais, Paulo Gustavo se irritou ainda com cobranças para exposição do beijo. "Gente, eu sou gay, sou casado, beijo o Thales (marido) na minha casa, meus pais veem, beijo ele toda hora, só não fico beijando na internet porque eu não quero, eu tenho esse direito. Preciso agora colocar uma live transando com o Thales pra provar alguma coisa, pra provar que eu não sou preconceituoso?", disparou ele, casado há cinco anos com Bretas.

"Gente! Relaxa, paz e amor! Vamos lutar, sim, sou contra a homofobia, sou um ser político, o filme é uma bandeira, sim. Vocês ainda nem viram o filme, tem várias mensagens", adiantou ele, que afastou mal-estar com Ana Maria Braga no início do ano.

'Agora eu sou atacado por gay também?', questionou o ator

Paulo Gustavo, que já foi alvo de ataques homofóbicos, ainda pediu mais união e fez um alerta sobre o mau uso das redes sociais. "Não sou preconceituoso, luto pela causa da homofobia em todos os meus trabalhos, eu e Majella estamos sempre fazendo personagens assim, com bordões que bombam na internet. Recebo milhões de mensagens de pessoas que acham que a família mudou depois que passaram a me seguir. 'Ah, você tem que ser militante, tinha que botar o beijo gay', não! Não tinha nada! Agora eu sou atacado por gay também? Onde já se viu, vocês falarem de amor, liberdade, censura e ir correndo atrás de mim me atacando? E cadê o amor, a paz? A internet tá muito doida. Saí disso! Vamos lutar juntos e não um com o outro", completou.

Veja mais:

 

PurePeople
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade