0

Paula Fernandes elogia Victor Chaves no aniversário do cantor

Cantora publicou uma homenagem ao sertanejo por seus 42 anos com uma foto antiga dos dois, neste domingo (16)

17 abr 2017
10h06
atualizado às 11h30
  • separator
  • comentários

Depois que anunciou o fim do noivado com Henrique do Valle no fim do ano passado, Paula Fernandes viu seus fãs torcerem por sua aproximação com Victor Chaves, réu em processo que apura suspeita de agressão do cantor contra a mulher, Poliana Bagatini. Entretanto, os sertanejos são amigos de longa data e, neste domingo (16), a mineira fez um post no Instagram elogiando e homenageando o artista por seus aniversário de 42 anos, idade completada no sábado (15).

'Eu te admiro como você é', elogiou a cantora

"E hoje o dia é dele: Um 'caboco bão', talentoso, pescador, amigo, gosta 'duma' fazenda, noite de lua, um charuto, um violão e os cachorros no pé. Eu te admiro como você é e você sabe disso", iniciou ela, com uma imagem quando os dois eram bem mais novos. "Essa foto aí, é pra dizer que caminhamos, conhecemos o mundo, aprendemos, cantamos, tocamos tantos corações... a vida foi boa com a gente. Nosso talento foi reconhecido pelo valor que tem e continuamos os mesmos sonhadores e sensíveis, simples assim", acrescentou.

'O tempo fez bem para gente', brincou Paula Fernandes

"Te desejo paz, saúde do corpo e mente... e que você nos brinde, não só com suas poesias em forma de canção, mas também com esse sorriso cativante, principalmente com couve ou beterraba nos 'dente'. Parabéns Vitu!", completou ela, usando as tags #otempofezbemparagente e #fotodemilnovecentosebolinha.

Victor Chaves se defende publicamente e volta alegar inocência

No Instagram, Victor vem publicando diversas reflexões após a acusação de ter agredido a própria mulher. Na rede social ele voltou a se defender, mas apagou o post em seguida: "Pessoal, eu vim a público para esclarecer uma coisa diante da qual surgiram e surgem incontáveis boatos. Eu fui indiciado legalmente por vias de fato, contravenção, ou seja, eu não machuquei ninguém. O que eu pratiquei foi um ato de desespero para conter uma pessoa que estava completamente fora de si de pegar uma criança de um ano. E pela minha filha o que eu fiz, eu faria de novo. Então, tudo está sendo apurado".

(Por Rahabe Barros )

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade