0

'O Outro Lado do Paraíso': Sophia ameaça Samuel para medicar Clara. 'Louca'

Temendo ter sua orientação sexual divulgada, o psiquiatra

13 nov 2017
21h21
  • separator
  • comentários

Samuel (Eriberto Leão) será coagido por Sophia (Marieta Severo) na novela "O Outro Lado do Paraíso" e participará do plano para internar Clara (Bianca Bin) em um hospício. A viúva vai ameaçar contar para todos que, apesar de manter um relacionamento amoroso com Suzy (Ellen Rocche), o médico sente desejo e sai com outros homens, o deixando sem saída a não fazer o que a vilã lhe pede. As cenas estão previstas para irem ao ar a partir do dia 20 de novembro.

'Eu quero que a Clara fique louca'

Segundo o colunista Daniel Castro, Sophia se encaminha ao consultório de Samuel e inicia a conversa contando que Clara (Bianca Bin), após dar à luz Tomaz, resolveu acabar seu casamento com Gael (Sergio Guizé), de quem apanhava e era humilhada constantemente. "Tenho uma nora. Clara. Quer dizer, ex-nora. Ela acaba de assinar o divórcio de meu filho", começa a mau-caráter. Samuel lamenta o divórcio do filho da amiga com a neta de Josafá (Lima Duarte): "Sinto muito. Mas o motivo da sua visita qual é exatamente? Algo a ver com Clara?" Sophia, então, declara que deseja seu apoio na armação de tirar a mãe de seu neto de seu caminho para poder explorar as esmeraldas de suas terras. "Chegamos ao tema que me interessa. Eu quero que me dê a receita de um remédio, Samuel. Um remédio psiquiátrico. Capaz de provocar alucinações, medos e paranoias. Eu quero que a Clara fique louca", afirma.

Samuel nega ajuda e questiona Sophia sobre publicação de livro

Em choque com o convite feito por Sophia - que trancará Estela (Juliana Caldas) para que ela não apareça em seu casamento com a enfermeira - Samuel se nega a participar da armação da mulher com Lívia (Grazi Massafera) para forjar uma doença psiquiátrica em Clara. "Não vou fornecer. Aliás, vou fingir que nunca tivemos essa conversa. Sou um psiquiatra, tenho anos de carreira. Não vou jogar tudo abaixo. Tenho ética profissional", declara o médico, que ainda a indaga sobre os motivos de ter se oferecido para custear a publicação de sua obra. "É por isso que está disposta a pagar um pesquisador para meu livro. Bancar a edição. Quer me comprar, Sophia?" "Imagine. Apenas ofereci e continuo oferecendo ajuda pro teu livro, por amizade. Somos amigos. Já provei minha amizade em diversas ocasiões, sem que soubesse. Já te defendi de insinuações graves", se defende a vilã.

Sophia ameaça revelar que Samuel é gay

Ao perceber que o médico tenta se esquivar de seu plano, Sophia mostra que ele não tem escolha: ela garante que, se ele não lhe ajudar, irá revelar para todos que Samuel está se relacionando com seu jardineiro, inclusive para Adnéia (Ana Lúcia Torre). "Gosta tanto de tua mãe, não é? Imagino o choque que seria pra ela ouvir um comentário tão maldoso. Enfim, eu jamais diria uma palavra. Sou tua amiga. Amigos ajudam uns aos outros. Hoje, vim pedir ajuda. Como amiga. Fará a receita dos remédios que pedi?", questiona Sophia. Samuel, então, busca as drogas na farmácia, faz um laudo afirmando que Clara sofre de esquizofrenia paranoide e indica a clínica manicomial para onde a mocinha será enviada e sofrerá em uma máquina de eletrochoque.

(Por Carol Borges )

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade