0

'O Outro Lado do Paraíso': Gael depõe contra a mãe, Sophia, em julgamento

Na última semana da novela das nove, o filho da serial killer recorda ter batido seguidamente na ex-mulher, Clara (Bianca Bin), e em ex-namoradas. 'Minha mãe me manipulava, e eu batia ainda mais na Clara por causa das esmeraldas. Eu a espanquei', afirma o pai de Tomaz (Vitor Figueiredo). 'Eu perdi a Clara e hoje sei que sou o responsável por isso', acrescenta Gael

18 abr 2018
21h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Gael (Sergio Guizé) vai admitir ter agredido Clara (Bianca Bin) e irá pedir a condenação da mãe, Sophia (Marieta Severo), durante o julgamento da vilã na última semana da novela "O Outro Lado do Paraíso". No tribunal, o advogado da serial killer consegue provocar uma reviravolta ao acusar a mãe de Tomaz (Vitor Figueiredo) por crimes cometidos pela avó paterna do garoto. As informações são do colunista Daniel Castro nesta quarta-feira (18). A atual trama das nove chega ao fim no próximo dia 11. A essa altura, o ex-marido da vingativa já vai ter se aliado a irmã Lívia (Grazi Massafera) para desmascarar a mãe.

'Minha mãe me manipulava', dispara Gael

No julgamento, o pai de Tomaz recorda as surras que levava de Sophia quando criança. "Assim, aos poucos, eu comecei a descobrir quem era minha mãe. Quando eu era menino, minha mãe me espancava. Eu amava minha mãe e de um jeito torto, cresci misturando o espancamento com afeto. Dona Mercedes (Fernanda Montenegro) me fez enxergar isso, não faz muito tempo. Mas o fato é que me tornei espancador. Bati em minha primeira mulher, em minhas namoradas, e na Clara", relembra. "Minha mãe me manipulava, e eu batia ainda mais na Clara por causa das esmeraldas. Mas sabem, isso não tira minha responsabilidade. Eu já era adulto, podia ter pensado, refletido. Eu era e sou responsável pelos meus próprios atos. Eu perdi a Clara e hoje sei que sou o responsável por isso", completa o ex-espancador, que levará tiro de Renato (Rafael Cardoso) durante o sequestro do filho.

'Bati na mulher que mais amei', confessa Gael

Ainda no julgamento da mãe, o antigo vilão se redime tentando segurar as lágrimas. "Um homem que bate em mulher não merece o amor que ela dá. E depois que um amor se quebra, é como vidro, espatifa, não conserta mais. Eu daria tudo no mundo pra voltar atrás. Eu espanquei a Clara. Amo ela ainda. Mas perdi a Clara, e não vou culpar minha mãe por isso. Eu já era dono de mim. Dono destas mãos, estas mãos aqui que bateram na mulher que eu mais amei na minha vida", lamenta ele. Em um dos desfechos, o irmão de Estela (Juliana Caldas) morre ao proteger a ex-mulher de tiro disparado pela mãe na direção dela. Em seguida, ele admite não ter provas contra a mãe, contudo frisa que deseja que a assassina seja condenada.

Sophia é internada em hospício

Quem provoca uma nova reviravolta no julgamento da serial killer é Mariano (Juliano Cazarré). O garimpeiro que chegou a ser dado como morto surpreende a todos ao surgir no tribunal. Sophia acaba admitindo seus crimes e após passar por uma junta médica é internada em um sanatório, onde só recebe as visitas da filha portadora de nanismo e do marido dela, Amaro (Pedro Carvalho), e recebe "tratamento" a base de eletrochoques.

(Por Guilherme Guidorizzi)

PurePeople
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade