0

'O Outro Lado do Paraíso': em flagra, Suzy tenta agredir Samuel e Cido a segura

Enfermeira vai até o hospital e revela que o marido é homossexual

10 jan 2018
11h41
  • separator
  • comentários

Suzy (Ellen Rocche) vai perder o controle ao flagrar Samuel (Eriberto Leão) na cama com Cido (Rafael Zulu) na novela "O Outro Lado do Paraíso". Nas cenas previstas para irem ao ar nesta quinta-feira (11), a enfermeira chega até o apartamento que o marido mantém para se encontrar com o amante com a ajuda de Clara (Bianca Bin), insistente em concluir sua vingança contra o inimigo, e, ao ver que está sendo traída com um homem, o xinga, arranca sua peruca e tenta agredi-lo, mas é contida pelo motorista de Sophia (Marieta Severo).

'Meu marido é gay', grita Suzy

Ainda no quarto do flagra, Suzy mostra ter ficado abalada com a cena e ofende o casal homossexual dando tapas nos dois. "Ui! Tigrão? Tigresa?", diz assim que vê os dois se envolvendo e tenta bater no filho de Adnéia (Ana Lucia Torre), já ciente da orientação sexual do filho. "Não bate nele", fala Cido, a segurando e virando alvo de seus tapas. "Toma também. Bicha! Bicha! Bichas. Meu marido é gay, meu marido é gay", repete Suzy. Em casa para arrumar suas malas, Samuel consegue fazer um acordo em troca de dinheiro para que ela também mantenha em segredo que ele e Cido são amantes.

Enfermeira desmascara Samuel em escândalo no hospital

Suzy concorda em não comentar sobre a relação do marido com outro homem somente até conversar com Clara. A milionária que prometeu destruir todos os seus inimigos consegue convencê-la a fazer um escândalo no hospital para desmascarar o psiquiatra que manteve uma vida dupla escondida por anos. Decidida a "botar a boca no trombone", a enfermeira grita a plenos pulmões sobre a sexualidade de Samuel no ambiente de trabalho dos dois. "Tigresa, tigrete! Meu marido é gay! Meu marido é gay! Gay, gay! Meu marido é gay! Esse ser, esse ser que vocês tão vendo, casou comigo só pra ter uma fachada. Eu, boba, nem desconfiava. Mas peguei ele de calcinhas com outro homem. Tigrão, tigresa, tigrete. O pior de tudo é que usava minha calcinha. Minha! É, ele roubava minhas calcinhas. Botava batom. É uma bilu bilu. Eu casei com uma bilu bilu", desabafa na frente dos demais funcionários.

(Por Carol Borges )

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade