0

Naldo Benny paga fiança após ser preso por porte de arma

Detido em flagrante nesta quarta-feira (6), cantor ainda está sendo investigado por violência doméstica, injúria e ameaça à mulher Ellen.

6 dez 2017
15h57
atualizado às 16h42
  • separator
  • comentários

Prestes a integrar a nova temporada do "Dancing Brasil", Naldo Benny foi detido em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, na manhã desta quarta-feira (6), no Rio de Janeiro. Uma pistola e quatro munições foram encontradas com o funkeiro depois de uma ação de busca e apreensão da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam). Porém, o cantor pagou fiança e deixou a delegacia. O valor não foi informado. "Não estou preso, não. Tem um equívoco aí", disse ao jornal "Extra".

O músico ainda está sendo investigado por violência doméstica, injúria e ameaça à mulher, Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, com quem possui uma filha, Maria Vitória, de 2 anos. Ellen procurou a delegacia para denunciar Naldo depois de ser agredida pelo músico com "chutes, socos e puxões de cabelo", no último sábado (2). A delegada Viviane Costa, da Delegacia da Mulher, informou que a empresária estava "cansada" das agressões, motivadas por ciúmes. Ellen deixou a casa onde morava com o funkeiro e entrou com um pedido de medida protetiva contra ele.

"A esposa dele veio na delegacia e comunicou ter sido vítima de lesão, injúria e ameaça, e verificamos a possibilidade dele ter uma arma não registrada. No mandado de busca, constatamos que ele tinha uma pistola em casa sem registro. Ele foi preso em casa e não esperava. Foi uma discussão por ciúmes em que ele acabou por agredi-la", comunicou a delegada. No depoimento, Ellen disse que as agressões acontecem há cerca de sete anos, desde antes do casamento dos dois, realizado em setembro de 2013.

As contas de Naldo no Instagram e no Facebook saíram do ar logo após a notícia de sua prisão ser veiculada. O Twitter do músico, com cachê reduzido devido a crise econômica, é o único perfil que continua ativo na internet.

Veja também

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade