1 evento ao vivo

Mr. Catra comemora mudança no corpo após emagrecer 35 kg

"Tenho muito filho novo e tá na hora de andar com eles", explicou o funkeiro no 'The Noite com Danilo Gentili'.

17 mai 2017
18h43
atualizado às 19h02
  • separator
  • comentários

Mr. Catra participou do "The Noite com Danilo Gentili", que vai ao ar nesta quarta-feira (17), e falou sobre seu processo de emagrecimento. Assim como Marília Mendonça, o cantor confessou que é a mudança de visual é mais uma questão de saúde, do que estética. "Dei uma secadinha de 35kg. Emagreci pela saúde mesmo. Eu tenho muito filho novo e está na hora de andar com eles", disse o funkeiro, que encarou uma dieta radical e passou por reeducação alimentar . Em seguida, o músico comentou a respeito das injeções que tomou para perder peso: "Você toma umas injeções e deixa tudo 'na moral'".

Satisfeito com a nova silhueta, Catra contou ainda na entrevista que a perda de peso o fez ter mais disposição na hora do sexo. "Isso já é uma coisa normal na vida, mas inclusive tem mais uma de barriga", revelou o músico, que perdeu a virgindade aos 5 anos, com uma babá e desmentiu vasectomia. O músico, aliás, relatou o desafio de ser pai: "Sustentar é o mais fácil, o mais difícil é educar, acompanhar".

Durante o papo, Catra - chamado de "aproveitador" por Val Marchiori, pedindo indenização de R$ 300 mil para a socialite - contou também que já foi convidado para ser político. "O Brasil não é uma nação de imbecis, é uma nação de trabalhadores. Tô me sentindo envergonhado perante meus amigos de fora, não só pelo governo mas por toda sociedade. Porque a sociedade é o espelho do seu governo. Em Vitória não só os bandidos foram para rua, foi a população. A solução é a gente ter um monarca no Brasil, porque todo Rei que conheci até hoje amava seu povo, amava seu país. O cara pra ser Rei tem que ser um nobre, não aquele que tem dinheiro, mas aquele que tem atos nobres. Já fui convidado várias vezes pra ser político, mas não dá, porque você já vem com o estigma de safado", avaliou. Questionado se é a favor da legalização de armas, ele respondeu: "lógico, irmão, só pode ter arma no Brasil um ladrão? O ladrão ia pensar duas vezes sabendo que a população está toda armada".

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade