2 eventos ao vivo

Moda cruelty-free! Rainha Elizabeth II não comprará roupas com pele animal

Rainha Elizabeth II da Inglaterra não comprará mais roupas feitas a partir de pele animal. A avó do Príncipe William e Harry optou por excluir looks e acessórios de sua lista de compras em prol da moda consciente. Esta novidade vale apenas para produtos que ainda serão adquiridos. A monarca não jogará fora ou doará as peças que já possui em seu guarda-roupa e continuará usando cada uma

7 nov 2019
12h13
atualizado às 16h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Rainha Elizabeth II riscou as roupas de pele de sua lista de compras. A monarca da Inglaterra, que possui vários looks com pegada futurista e superproduzidos, não irá comprar roupas e acessórios que sejam feitos de origem animal. A decisão foi comemorada por muitos fãs e ativistas ambientais, porém também causou polêmica. Isto porque a mãe do Príncipe Chales não descarta a possibilidade de vestir novamente peças já adquiridas. Dessa forma, ela apenas não comprará mais itens feitos a partir de animais, porém continuará usando os que já possui em seu guarda-roupa, desde chapéus até vestimentas cerimoniais.

Costureira da Rainha confirma a mudança nos looks em livro

A nova era no guarda-roupa da Rainha da Inglaterra, que ganhou homenagem dos netos e bisnetos em aniversário, foi confirmada por uma funcionária de confiança do Palácio. A costureira de longa data de Elizabeth II, Angela Kelly, escreveu um livro com memórias de seus anos de trabalho ao lado da avó do Príncipe William e Harry. Ela publicou o exemplar "The Other Side Of The Coin: The Queen, The Dresser And The Wardrobe" que, em português, significa "O Outro Lado da Moeda: A Rainha, A Cômoda e O Guarda-roupa", em uma clássica referência ao romance do escritor britânico Lewis "As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa". "Se a Sua Majestade tiver que comparecer a um compromisso em uma temperatura particularmente fria, a partir de 2019 será usada pele falsa para garantir que ela fique aquecida", escreveu.

Notícia divide a web: 'Não fez mais do que a sua obrigação'

A ausência de roupas feitas a partir de pele animal movimentou as redes sociais. Alguns internautas comemoraram a notícia. "Rainha defensora dos animais", escreveu um seguidor e outro concordou: "Rainha vegana! Amo". Ao mesmo tempo, alguns usuários não criticaram a mudança. "Não fez mais do que a sua obrigação por esse motivo: sem aplausos", lamentou um fã e outro continuou: "Depois de anos dela e toda família usando casacos de pele e também caçando animais como esporte... aí só porque não vai mais usar se torna ícone protetora".

Decisão pode ter sido inspirada em Meghan Markle

Meghan Markle é defensora de várias causas sociais e é um ícone de representatividade. A ex-atriz chegou, inclusive, a planejar o quarto do filho com detalhes genderless e veganos. Dessa forma, a Rainha Elizabeth pode ter se inspirado na mulher de Harry para tomar esta decisão. A duquesa de Sussex é contra o uso de pele de animais e prefere roupas com selo cruelty-free (produtos que não prejudicam ou matam animais) ou feitas por designers veganos.

(Por Ana Clara Xavier)

PurePeople
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade