0

Make do momento vira tendência com ajuda da tecnologia:'Produto era mais pesado'

A 'no makeup' se consiste em uma maquiagem mais leve e não costuma cobrir as imperfeições da pele. Maquiadora da Guerlain, Gisele Magatti revela quais são os melhores cosméticos para conseguir atingir o efeito desejado em conversa com o Purepeople. Ela explica como a tecnologia influencia nesse estilo de acabamento e aconselha a utilização de produtos líquidos e cremosos.

7 ago 2018
12h51
atualizado às 18h48
  • separator
  • 0
  • comentários

Aposta para as estações mais frias do ano, a make nada é uma das tendências mais fortes do universo da beleza e também está sendo usada por famosas como a atriz Marina Ruy Barbosa. O que poucos sabem é que os cosméticos que serão utilizados precisam ser escolhidos a dedo, pois eles são responsáveis pelo o efeito que será atingido do mesmo modo que os pincéis próprios para aplicar a base. Em entrevista ao Purepeople, Gisele Magatti, maquiadora da Guerlain, aponta o motivo que colocou essa make em evidência: "O que mais ajudou essa tendência a ficar em alta foi a tecnologia dos produtos que a gente tem hoje, principalmente de skin care."

Saiba quais cosméticos escolher: 'Optar por produtos líquidos'

Própria para qualquer tipo de pele, inclusive para a madura, a especialista revela como conseguir alcançar o resultado desejado: "O mais importante para esse tipo de maquiagem é escolher uma base que seja condizente com esse tipo de efeito. Seria uma base que tem cobertura leve para média, ou que tenha uma cobertura média, mas com um acabamento mais natural." Ainda sobre os cosméticos que serão aplicados, a profissional prefere não trabalhar com aqueles que possuem acabamento em pó, que também foram excluídos na make de casamento da atriz Isis Valverde. "De preferência, optar por produtos líquidos ou em creme, mas evitar textura em pó, porque não possui uma textura compatível com a da pele", sugere a maquiadora ao explicar: "Quando fazemos uma 'no makeup', queremos que apareça menos produto possível. Quanto maior a fusão deles com a pele, mais fácil vai ser de conseguir atingir esse resultado. Os cosméticos em pó, na tese, não têm essa fusão perfeita com a pele, já os cremosos e os líquidos têm muito mais afinidade."

Como passar a base: 'Não precisa passar no rosto inteiro'

A maneira como os cosméticos serão passados também influenciam. "Uma base mais no centro do rosto, que seja bem esfumada nas laterais e não precisa passar no rosto inteiro de fato, então faz um ovo no centro do rosto e espalhando a base até chegar no cabelo", indica a maquiadora ao ensinar como criar um contorno mais leve: "Os iluminadores ficam incríveis, porque ficam naturais na pele, mas a sugestão é optar pelos cremosos e com a partícula de brilho bem fina. Quanto mais fino, mais bonito e, quanto menos contraste com a pele, melhor. Eu prefiro iluminar e, dessa maneira, o contorno vai aparecer naturalmente, ficando mais escuro embaixo naturalmente, ganhando a ilusão de que é mais profundo."

Evolução na make ajuda a tendência: 'O produto era mais pesado'

Com o passar do tempo, os cosméticos ganharam novas características e a tecnologia se tornou o ponto principal dessa tendência. "Antigamente, o produto era mais pesado, às vezes ficava melado e só se usava a noite", esclarece a profissional ao acrescentar: "Hoje, não! Hoje você consegue acordar e fazer um super-ritual de 'skin care', se sentir e estar mais bonita de fato, então o uso de maquiagem fica menor e você fica em primeiro lugar." A maneira como a pele é tratada também interfere na make nada: "O que é mais recomendado, principalmente, é o cuidado com a pele! Estar com a pele bem hidratada e bem elástica para poder usar menos cosmético e, a partir disso, pode usar todos os outros produtos de maquiagem."

(Por Fernanda Casagrande)

PurePeople
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade