1 evento ao vivo

Fim de 'Tempo de Amar': clandestinos em navio, Lucinda e Fernão roubam comida

O médico suborna um marinheiro para entrar na embarcação no penúltimo capítulo da novela das seis

12 mar 2018
18h36
  • separator
  • comentários

Lucinda (Andreia Horta) e Fernão (Jayme Matarazzo) vão fugir do Brasil no penúltimo capítulo da novela "Tempo de Amar", no ar neste sábado, 17. Em um navio de carga rumo a Holanda, o casal de clandestinos vai precisar roubar água e comida para sobreviverem em alto-mar. O declínio dos vilões da trama das sete começa quando Inácio (Bruno Cabrerizo) descobre o golpe que a dupla tenta dar em Emília (François Forton). Quem adianta é o colunista de TV Daniel Castro, nesta segunda-feira (12). Outra que será castigada no fim do folhetim é Delfina (Letícia Sabatella).

'Está achando que vou viajar em navio cargueiro?', pergunta vilã

Ao impedir que a milionária perca sua casa e fortuna, Inácio soca Fernão. Na confusão, Emília passa mal e ao socorrê-la, o português não impede que os bandidos fujam antes da chegada da polícia. Em seguida, Lucinda e Fernão já aparecem no cais do porto. "Eu já informei-me, Lucinda. Há uma partida próxima para Amsterdã", inicia o vilão. "De lá, podemos seguir para Paris assim que desembarcarem toda a carga", acrescenta o ex-marido de Tereza (Olívia Torres), por quem foi abandonada antes de descobrir gravidez. "Carga? Você não está achando que eu vou viajar em um navio cargueiro, está?", rebate Lucinda.

Fernão suborna marinheiro para entrar no navio

O vilão retruca a fala da vilã: "Tu tens alguma ideia melhor?". E a filha de Reinaldo (Cássio Gabus Mendes) é enfática. "Viajar decentemente. Como sempre sonhamos", diz. "Minha rainha... O rato roeu o nosso sonho. É melhor partirmos logo, antes que a polícia apareça e tenhamos que fugir pelo mar a braçadas", rebate o médico. Mesmo contrariada, a responsável por atentado contra Inácio concorda: "Está certo. Sempre há uma primeira vez para tudo". Em seguida, Fernão conta como eles vão fazer para entrar no navio. "Dei uma gorjeta para um marinheiro que vai colocar-nos dentro do navio clandestinamente", explica.

'Terra de ingratos!', diz, enfurecida, a vilã

A explicação do cúmplice deixa Lucinda preocupada. "Isso não pode ser perigoso, Fernão?", pergunta. Com um sorriso canalha, Fernão responde: "Sim... Se ainda não te deste conta, Lucinda, é disso que tu gostas. Do risco. Do perigo iminente. Por isso vieste até aqui, e desse ponto não há mais como voltar". Não demora muito para a dupla entrar no cargueiro e, de acordo com o roteiro, a vilã até tenta manter a aparência de dura, porém não segura o olhar de aflição. "Queres fazer alguma saudação ao teu país antes de partirmos?", quer saber ele. "Até nunca mais, terra de ingratos!", esbraveja.

'Calor infernal', protesta Lucinda

Já no capítulo final que terá ainda Maria Vitória (Vitória Strada) reencontrando Vicente (Bruno Ferrari) e revelando gravidez , Fernão e Lucinda aparecem em meio das cargas em condições desumanas. "Estamos há tanto tempo nesse maldito navio. Nesse calor infernal. Tendo que surrupiar comida e água. Sempre escondidos. Se fosse para viver esse calvário, preferia ter ficado em São Vital", protesta. "Nós seríamos presos. Duvidas?", recorda o médico. "Já sinto-me presa aqui. Será esse inferno até o final da viagem?", questiona ela. "Quando chegarmos a Amsterdã, será o paraíso", responde ele.

'Viramos farrapos humanos', dispara Lucinda

O futuro deixa preocupada a vilã: "Duvido. Vamos viver de quê, lá?". O vilão minimiza a situação. "A aplicar golpes, Lucinda. Somos bons nisso! A dupla perfeita", diz tentando dar um beijo na cúmplice, que recusa. "Você não se dá conta do que viramos? Nem sei mais se somos gente ou carga deste navio. Não era esse o nosso sonho. Isto é um pesadelo. Viramos dois farrapos humanos", reclama.

(Por Guilherme Guidorizzi )

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade