4 eventos ao vivo

Fernanda Gentil brinca sobre regras para LGBTs na Copa

'É importante a gente chegar orientado. Eu, por exemplo, tô aqui bem na atividade, tô bem menininha', disse a jornalista

13 jun 2018
16h46
atualizado às 17h07
  • separator
  • comentários

Fernanda Gentil já está na Rússia para participar da cobertura da Copa do Mundo na Rússia, cuja cerimônia de abertura acontecerá nesta quinta-feira (14). A jornalista - que se declarou para a namorada, Priscila Montandon, de lá, no Dia dos Namorados - surpreendeu ao comentar uma recomendação do governo brasileiro para o público LGBT durante o "Encontro".

Fátima Bernardes introduziu o assunto: "Em relação à comunidade LGBT, desde 1993 não é crime um relacionamento com pessoas do mesmo sexo, mas existe outra lei de 2003 que diz que você também não pode fazer propaganda disso, ou seja, no fundo é uma proibição a manifestações públicas de afeto, de carinho. Então, há nessa cartilha também uma orientação para que essas pessoas tenha 'cuidado' na maneira que vão demonstrar seus relacionamentos. Isso gerou alguma forma de relacionamento", explicou a apresentadora, que organizou uma surpresa para o namorado, Túlio Gadêlha, nesta terça (12).

'É importante a gente chegar orientado. Eu, por exemplo, tô aqui bem na atividade, tô bem menininha', brinca Fernanda Gentil sobre regras para público LGBT na Copa da Rússia
'É importante a gente chegar orientado. Eu, por exemplo, tô aqui bem na atividade, tô bem menininha', brinca Fernanda Gentil sobre regras para público LGBT na Copa da Rússia
Foto: AGNews / PurePeople

'Cada casa tem uma regra', pondera Fernanda

Ao responder a apresentadora, alvo de comentário de Claudia Raia sobre o namoro que a deixou envergonhada, Fernanda iniciou: "É bem importante você falar sobre isso, Fátima, porque esse é o papel da embaixada, mesmo. É mais ou menos assim: cada casa tem uma regra. Você não chega na casa da pessoa e vai se comportar de qualquer maneira. Você pergunta se tem que tirar o sapato para pisar na sala, se pode abrir a geladeira, como é que funciona. Então aqui é a regra deles, sim", argumentou a jornalista.

Ela disse ainda que acredita que a naturalidade é a "melhor bandeira" defendida por ela, explicando que a multa para quem descumprisse tal lei poderia variar entre R$ 200 e R$ 4.100 reais: "O que eles julgam? Que menores de idade não podem ver, assistir, seja em propaganda, na TV ou mesmo na rua, pessoas do mesmo sexo fazendo carinho uma na outra. Porque eles partem do princípio que, se essa pessoa está na rua, a namorada com a namorada, ou o homem com o namorado, e trocam carícias, inevitavelmente, vai ter crianças ali. O que eles querem é proteger as crianças, porque, segundo o governo, elas não podem ver esse tipo de manifestação carinho".

'Tô bem menininha', brinca

Na sequência, a jornalista enviada à Rússia, onde tem enfrentado com bom humor as barreiras linguísticas, destacou: "Como cidadão a gente tem o direito de questionar e também tem a obrigação de cumprir, a não ser que que queira pagar a pena".

Ao encerrar a participação, Fernanda divertiu Fátima e os convidados do programa matinal. "Na teoria tem essa orientação, sim, essa restrição de várias questões, mas, na prática, durante a Copa principalmente, a gente vai vendo no dia a dia. É importante a gente chegar orientado. Eu, por exemplo, tô aqui bem na atividade, tô bem menininha", disse.

Veja também:

 

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade