0

Dona de estilo despojado, Isis Valverde conta: 'Minha mãe achava que eu era gay'

Com um armário lotado de roupas estilosas, Isis Valverde contou que nem sempre foi fã de moda. Em sua infância no interior de Mina Gerais, a mãe de Rael adorava usar peças práticas em looks superdespojados. As suas escolhas, inclusive, eram vistas como uma forma de mostrar sua sexualidade. "Minha mãe, que não tem nada contra a opção sexual das pessoas, falou para o meu pai que achava que eu era gay!", contou

9 mai 2019
12h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Estilo fashionista de Isis Valverde nem sempre esteve na vida da atriz. Dona de looks elegantes e decotados, a artista revelou que era conhecida por suas roupas básicas com predominância de peças em jeans. "Quando eu era pequena, não gostava de usar vestido. Vivia de jeans, camiseta e rabo de cavalo. Andava só com os meninos, pulava muro, subia em árvore", lembrou a artista em entrevista à revista ELA do O Globo. Tendo crescido no interior de Minas Gerais, ela revelou que as combinações despojadas eram vistas, inclusive, como uma forma dela expressar sua orientação sexual. "Minha mãe, que não tem nada contra a opção sexual das pessoas, falou para o meu pai que achava que eu era gay!", contou.

'Eu não queria beijar nenhum menino', revela a artista

Isis Valverde nunca teve medo de mostrar quem era. Quando pequena, ela adorava brincar com os meninos e jogar bola, talento que ainda exibe pelas praias do Rio de Janeiro. De acordo com a artista, ela não sentia vontade em se envolver romanticamente com ninguém, seja homem ou mulher. "Eu devia ter uns 12 anos e eu não queria beijar nenhum menino. Os meninos da rua me chamavam de sapatão. Mas nunca beijaria ninguém por pressão. Foi só por minha vontade mesmo, aos 13 anos", considerou. Segundo a entrevista para o jornal ELA, a artista só mudou um pouco a maneira de se vestir quando completou 15 anos e passou a trabalhar como modelo fotográfica.

Isis Valverde queria ser mãe de menino: 'Sou meio bruta'

Pelo seu jeito mais despojado, a atriz sempre achou que teria mais vocação para ser mãe de um menino. "Não conseguiria mostrar o lado cor-de-rosa da vida, não teria paciência para ouvir a música Frozen, por exemplo. Jogo o Rael na cama, faço apresentações, falo alto. Sou meio bruta", contou Isis Valverde. Mãe de Rael, a artista foi, inclusive, comparada com o menino durante passeio ao shopping.

'Não tem como chorar e transar com o marido', afirma a artista

Festejando o seu primeiro Dia das Mães, Isis Valverde está aprendendo a lidar com várias funções ao mesmo tempo. "Lógico que foi difícil no puerpério. Não tem como você chorar o dia inteiro e dar uma paradinha para transar com o marido. Você está triste. E o homem tem que entender. Mas é preciso cuidar do casamento. Na minha maternidade singular, acho saudável colocar energia na relação. É difícil para caramba cuidar da casa, do bebê e do marido. É um exercício para os dois. A conversa é o princípio e o final de tudo. Ela precisa existir no relacionamento. E eu tenho isso dentro da minha casa", explicou em entrevista para ELA.

(Por Ana Clara Xavier)

PurePeople
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade