5 eventos ao vivo

Cera fria ou quente: especialista revela qual delas é a melhor para o seu caso

Muitas mulheres se rendem a depilação com cera por ser mais prática e rápida, mas nem todas sabem a diferença entre a cera fria e a quente! Para conhecer qual é a melhor para o seu organismo, é importante saber os benefícios e desvatagens de cada estilo. Em entrevista para o Purepeople, a depiladora Ivania Brito esclarece as diferenças e os pontos em comum das duas temperaturas.

10 out 2018
15h12
  • separator
  • comentários

Na estética, a temperatura do material utilizado para realizar um procedimento pode influenciar no resultado em muitos casos como a água na lavagem do cabelo e a cera durante a depilação. Apesar de poder deixar a pele mais flácida, a cera é uma opção mais prática para retirar os pelos do corpo e, mesmo podendo provocar o encravamento do pelo, ela pode ser uma solução para quem sente muita dor durante o processo. Mas, entre a fria e a quente, qual é a melhor escolha? Em entrevista para o Purepeople, a depiladora Ivania Brito revela os benefícios e desvantagens de realizar a depilação de acordo com a temperatura do material.

Qual a diferença entre os tipos de cera? 'Pode ser mais dolorosa'

Assim como a depilação a laser e a robótica, a cera fria e quente possuem características parecidas e outras muito diferentes. "Na cera quente, o calor faz com que os poros se dilatem e os pelos possam ser retirados com maior facilidade", aponta a especialista do Jacques Janine Fashion Mall ao declarar: "Também pode conter em sua composição substâncias hidratantes e relaxantes como alga, mel e entre outros." Apesar de terem composições diferentes, elas também são iguais em certos aspectos. "Os dois tipos têm o mesmo período de duração, que é cerca de 20 a 30 dias, mas a cera fria pode ser mais dolorosa", informa a profissional.

Em que situação usar cada uma: 'Em casa é mais fácil usar a fria'

Todos os tipos de depilação precisam de cuidados após serem realizados para não prejudicarem a pele. Além disso, é preciso conhecer o próprio organismo para conhecer qual tipo de cera é mais adequada para ele. "Caso a pessoa possua vasos dilatados, é melhor usar a fria", exemplifica a depiladora ao aconselhar: "Como não precisa esquentar, é mais fácil usar a fria em casa." Para quem tem mais sensibilidade, a quente pode ser melhor. "Se a pessoa sente muita dor no momento da depilação, opte pela cera quente, pois o pelo sai com mais facilidade como ela dilata os poros", justifica Ivania ao contar: "No salão, é mais comum ter a cera quente."

Contraindicações: 'Problemas com foliculite e pelos encravados'

Da mesma maneira que todos os procedimentos estéticos, a depilação com cera pode não ser a melhor opção para algumas mulheres. "Se a pessoa tem problemas com foliculite e pelos encravados, ou tem alergia a algum componente da cera, não indico depilação com nenhuma das ceras", recomenda a especialista ao aconselhar: "Sugiro que faça com laser ou creme depilatório." Já quando a retirada dos pelos for feita com o material quente, a depiladora indica: "Deve haver cuidado no pós-procedimento como não pegar sol nas próximas 24 horas, pois há perigo de manchar a pele."

(Por Fernanda Casagrande)

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade