2 eventos ao vivo

Com look ousado, Bruno Gagliasso lança restaurante em SP

Ator usou um casaco de oncinha para inaugurar o Le Manjue Organique, nesta terça-feira (12)

13 set 2017
09h39
atualizado às 14h02
  • separator
  • comentários

Recém-chegado de viagem à Grécia, onde registrou a boa forma de Giovanna Ewbank, Bruno Gagliasso retornou à São Paulo para inaugurar mais um empreendimento: o restaurante Le Manjue Organique, que tem horta própria orgânica, no Jardins, em São Paulo, na noite de terça-feira (12). Acompanhado de sua mulher, o ator chamou a atenção dos convidados ao surgir com um casaco de moletom de oncinha de À La Garçonne, uma das marcas na qual Pietro Baltazar, o Justin Bieber de Anitta, desfilou em sua estreia no SPFW, em agosto.

Em seu perfil do Instagram, o pai da pequena Títi, batizada em igreja Anglicana no mês passado, comemorou o lançamento do estabelecimento e exaltou a parceria com seus sócios. "Inauguramos mais uma casa Lemanjue. Mais um sonho realizado. Obrigado meus sócios e parabéns para nós Rivellino, Bruno Amaro Fattori, Mauro Lemos, Renato Caleff e Rafael Miranda", escreveu. " Nascemos no jardins!", anunciou ele. Para completar o post, ele se declarou para a mulher, na imagem posando ao seu lado. "Te amo, Giovanna".

Bruno Gagliasso viverá transexual em filme

Em 2016, o galã precisou deixar o elenco de "SuperMax " por incompatibilidade de agenda e não realizou o sonho de interpretar um transexual. Em entrevista à Leda Nagle, Bruno revelou seu novo projeto. " Tenho muita vontade de falar sobre os transexuais. É o que eu quero e vou fazer um. Tenho um projeto bacana para fazer no cinema. Acabei de comprar os direitos. Eu comprei os direitos de um livro para falar das pessoas transexuais porque é um mundo que me fascina muito. Estou pesquisando isso há dois anos e só agora comprei e escolhi o diretor. Se eu posso fazer a sociedade abrir os olhos para determinado assunto, por que eu vou querer fazê-los apenas rir? Fazer rir é importante, mas mudar através de uma discussão é tão importante quanto ou mais. Eu gosto disso. Amo fazer comédia mas, de fato, amo ser ator para poder falar de política, de esquizofrenia, sobre psicopatia, homossexualismo. É o que me move ", comentou, sem revelar o nome do longa.

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade