4 eventos ao vivo

Betty Faria defende José Mayer e analisa acusação de assédio

'Não quero discutir o que ele fez ou escreveu. Ele deve ter tido seus motivos', opina a atriz

1 mai 2017
11h18
atualizado às 11h58
  • separator
  • comentários

José Mayer foi acusado de assédio pela figurinista Su Tonani após viverem um affair pelos Estúdios Globo. Quando a notícia veio à tona, diversas atrizes da globo se mobilizaram e criaram uma campanha com o manifesto "mexeu com uma, mexeu com todas". Entretanto, alguns famosos como Caio Castro demonstraram apoio ao ator, enquanto outros minimizaram a polêmica por ser o galã da emissora carioca. Em entrevista ao jornal "O Globo", Betty Faria também o defendeu: "Sempre foi um gentleman, respeitador".

Betty Faria defende José Mayer e analisa acusação de assédio: 'Mal contada'
Betty Faria defende José Mayer e analisa acusação de assédio: 'Mal contada'
Foto: Divulgação, TV Globo / PurePeople

'Acho essa história mal contada', acredita Betty Faria

"Só tenho elogios. Depois do José Wilker (1944-2014), foi o ator com quem mais contracenei. Passamos por situações constrangedoras. Somos do tempo em que não havia ônibus-camarim, a gente trocava de roupa numa Kombi. Já filmamos numa boate em Caxias, e eu fazia pipi na lata de Nescau e pedia: 'Zé, olha pra lá'", relatou a atriz. Entretanto, José Mayer escreveu uma carta se desculpando e assumindo que, de fato, aconteceu o assédio. Com isso, ela analisa: "Não quero discutir o que ele fez ou escreveu. Ele deve ter tido seus motivos. Conhecendo o Zé dos bastidores, acho essa história mal contada".

Atriz revela já ter sido assediada: 'Já sofri tudo que estão sofrendo'

"Não fiquei de mimimi!". Foi assim que Betty Faria tratou a questão do assédio ao ser perguntada se ela já passou por esse tipo de situação. Dona de comentários polêmicos, ela relata momento de abuso no passado. "Já sofri tudo que as mulheres estão sofrendo, mas resolvi meus problemas. Não quero falar, mas cada caso resolvi de um jeito. Se for falar tudo por que passei daria um livro. Imagina o que não passou uma pessoa razoavelmente bonitona, razoavelmente gostosona, durante 55 anos de carreira! Foram muitos casos. Não estou falando de um capítulo, daria um livro inteiro: "caso 1", caso 2". Imagina! Tive uns bizarros, mas sobrevivi", contou.

(Por Rahabe Barros)

Veja também:

 

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade