2 eventos ao vivo

Andreia Horta encarna vilã reclusa em nova novela: 'Vergonha do rosto queimado'

Lucinda tem cicatriz enorme no rosto, causada por explosão que matou sua mãe. 'Ela tem muitos complexos', conta a atriz

12 set 2017
06h09
  • separator
  • comentários

A personagem de Andreia Horta na novela "Tempo de Amar", foi abandonada pelo noivo e se sente culpada pelo acidente que matou sua mãe. Além disso, ainda carrega uma grande cicatriz no rosto, e por isso vive reclusa, sem sair de casa. A descrição parece ser de uma mocinha, das mais sofridas, mas ao invés disso, Lucinda é antagonista na próxima trama das seis, que estreia em 26 de setembro. Ela vai disputar o amor de Inácio (Bruno Cabrerizo) com a protagonista Maria Vitória (Vitória Strada ), que terá a filha entregue para adoção. Em conversa com o Purepeople a atriz fala sobre os dramas da jovem.

Inácio será a esperança na vida de Lucinda

O caminho de Lucinda se cruza com o do casal de mocinhos quando ela está voltando de carro de uma rara visita à casa da tia Emília (Françoise Forton), no Rio de Janeiro, e vê Inácio estendido no chão, inconsciente e com sinais de espancamento. Segundo Andreia, esse momento é crucial na vida da personagem. "Ela tem muitos complexos. Tem muita vergonha do rosto queimado. Se acha sempre preterida por causa disso e vive encastelada dentro de casa, desde o acidente ela para de sair. Então, quando chega o Inácio, ela coloca todas as luzes e esperança da vida dela nele", conta.

Cicatriz no rosto foi causada por explosão

Inácio é salvo da morte porque Lucinda o leva para ser atendido por seu pai, Reinaldo Macedo (Cassio Gabus Mendes), médico renomado. A moça começa a ter esperanças de que o rapaz se apaixone por ela porque ele perde temporariamente a visão, o que o impede de ver sua cicatriz, causada por uma explosão no laboratório do pai, e na qual sua mãe morreu. Andreia diz que não demora para fazer a maquiagem da cicatriz. "Demora mais para tirar do que para colocar", afirma.

'A antagonista sobra. É um clássico', afirma a atriz

Só que, apesar da gratidão por ter sido salvo por Lucinda, Inácio não esquece Maria Vitória, em quem fala o tempo todo. É então que a personagem, assim como o vilão Fernão (Jayme Matarazzo) e a outra antagonista da mocinha Delfina, de Leticia Sabatella, passa a fazer de tudo para manter o casal separado. Apaixonada, ela finge que escreve as cartas que o camponês dita, para Maria Vitória e arma para que todos acreditem que ele está morto. "Não sei se o romance vai dar certo porque está começando, mas o protagonista sempre fica com a mocinha e a antagonista sobra. É um clássico", Andreia opina.

Andreia não quer se encaixar em padrão de beleza

Na contra-mão de Lucinda, que tem vergonha de sua aparência, Andreia se declara muito calma e tranquila com sua falta de interesse atual em seguir um padrão de beleza que, segundo ela, ficou por muito tempo desenhado como: ser malhada, magra, loira e cheia de músculos. "Isso não me interessa. Me libertar desse não desejo torna minha vida muito mais fácil. A beleza está no original, quando a pessoa está sendo o que ela é. Quando vejo uma pessoa bela tentando ser uma pessoa que ela não é, ela se enfeia imediatamente para mim", afirma.

(Apuração de Carol Borges e texto de Samyta Nunes )

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade