0

Ana Hickmann se desdobra para cuidar de família e negócios: 'Refém do relógio'

A atriz tem 13 linhas de produtos licenciados com seu nome e é mãe de Alexandre Jr.

11 ago 2017
21h59
  • separator
  • comentários

Ana Hickmann é um caso de sucesso no mundo dos negócios: a apresentadora tem 13 linhas licenciadas em seu nome, das quais fazem parte mais 3.500 produtos ao todo. E, depois de inaugurar sua loja no Brooklyn, em São Paulo, a apresentadora, cuja casa movimentou as redes sociais por seu tamanho, de contou como concilia carreira e família. "Eu sou refém do relógio, mas é a única formula perfeita pra poder dar conta de tudo. Assim, consigo estar presente com meu filho, em casa, com as tarefas domésticas, e também consigo dar conta do programa e da marca", indicou à revista Cláudia.

'Ser fiel à agenda', completa apresentadora

Além da pontualidade, outro segredo da mulher de Alexandre Correa, com quem ela mantém uma parceria nos negócios, é não querer controlar tudo. "Temos que saber pedir ajuda quando necessário, mas temos que saber que podemos dar conta de tudo. Ser fiel à agenda também ajuda muito", afirmou.

Família deve crescer: 'Se Deus quiser'

Mãe de Alexandre Jr, com quem ela embarcou sozinha pela primeira vez para Orlando, nos Estados Unidos, Ana destacou a importância da maternidade em sua rotina. "O Alexandre veio pra mostrar que a vida vale à pena sim, e você tem que aprender a viver da melhor maneira possível. O mais incrível do mundo é aquilo que faz você ficar focada, porque você quer mostrar pra um pequeno ser que ele pode e deve ser alguém", afirmou a gaúcha, que se considera linha dura na educação do herdeiro. E ela e o marido, que já pensaram se separar no passado, tem planos de dar um irmão para o pequeno: "Se Deus quiser, podemos aumentar a família".

Ana relembra atentado: 'Não acho que tenha sido fã'

Questionada sobre o atentado que sofreu em maio de 2016 - pelo qual seu cunhado, Gustavo, acabou sendo denunciado por homicídio após matar o homem que tentou matar a apresentadora - Ana foi direta: "Com relação ao que aconteceu comigo, não acho que tenha sido fã. Acho que essa pessoa precisava de ajuda na verdade. Isso influencia todos os dias da minha vida, eu acordo e vou dormir lembrando por alguém ter me lembrado, ou aparece como um flash".

(Por Marilise Gomes )

PurePeople

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade