1 evento ao vivo

Preta Gil conta conselho que recebeu da mãe ao sofrer bullying

No painel Acesso Barrado - Onde o Meu Corpo Não Entra, da Virada Sustentável 2020, cantora relatou que ouviu: 'Volte na escola e dê seu showzinho'

30 set 2020
20h30
atualizado às 20h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Na Virada Sustentável, Preta Gil relata bullying que sofreu na infância
Na Virada Sustentável, Preta Gil relata bullying que sofreu na infância
Foto: Reprodução YouTube/ Virada Sustentável / Estadão

Preta Gil participou nesta quarta-feira, 30, do painel Acesso Barrado - Onde o Meu Corpo Não Entra da Virada Sustentável 2020. A cantora relatou um episódio de bullying que sofreu aos cinco anos de idade ao começar estudar em uma escola no Rio de Janeiro.

A filha de Gilberto Gil contou que apesar de ser carioca, estudou os primeiros anos de vida na Bahia onde aprendeu o alfabeto. Quando a família se mudou para o Rio de Janeiro, uma professora de Preta na nova escola afirmou que ela deveria ser reprovada naquele ano devido a sua pronúncia das letras. Segunda a cantora, as crianças praticaram bullying dizendo que ela falava "errado".

Preta contou o conselho que recebeu da mãe: "Você não fala errado. Você fala diferente, porque é diferente. Volte na escola e dê seu showzinho". A artista narrou que em frente aos colegas mostrou a sua maneira de pronunciar o abecedário.

A cantora afirmou que foi vítima de "várias fobias, racismo, preconceito por ser de uma família de artistas". "Sou uma mulher negra e filha de um tropicalista que foi preso e quando eu era criança eu sofria porque a sociedade se incomodava. Eu era a baianinha."

A artista ressaltou que sua "trajetória de luta" começou no Rio de Janeiro ainda durante a infância. "Eu luto contra esse preconceito com a minha alegria, espontaneidade e carisma. Mas não é uma opção fácil."

Diversidade e empoderamento

No início de sua fala na conversa que integrou o dia da diversidade e empoderamento, a cantora relembrou a homenagem que fez para mulheres trans no clipe da música Só o Amor, lançado no ano passado. O vídeo da parceria com a drag queen Gloria Groove também contou com a participação de Glamour Garcia, atriz que interpretou Britney na novela A Dona do Pedaço.

O painel também teve a presença virtual de Paola Valentina Xavier, Leonardo Vieira, Ivone - Gata de Rodas e Maya Schneyder. "Tudo o q eu passei de opressão, de dificuldade, perto desses relatos é menor", afirmou Preta sobre a história de vida das outras participantes. "Abro mão do meu espaço porque eu quero ouvier mais a Maya e a Ivone falando, me coloco mais num espaço de escuta e não de fala nesse momento", disse a artista ao passar a palavra.

A artista contou que desde cedo entendeu que tinha que usar seu "privilégio e visibilidade" para dar fala para as pessoas "marginalizadas" pelas sociedade. "A minha vontade de continuar lutando é para dar força."

O Estadão é o portal oficial do evento Virada Sustentável 2020, que neste ano completa dez anos. para conferir a programação completa desta edição.

Veja também:

Carol Francischini treina na varanda de sua casa
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade