0

Facebook vai começar a exibir clipes como o YouTube

1 ago 2020
13h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Divulgação/Facebook / Pipoca Moderna

O Facebook anunciou na sexta-feira (31/7) que vai passar a disponibilizar clipes musicais licenciados em sua rede social nos Estados Unidos, em competição direta com o YouTube - que alimenta a maior parte de seu tráfico com vídeos de músicas.

O serviço de "music experience" do Facebook já estava disponível na Índia e na Tailândia e, após ser aprovado nos primeiros testes, faz sua estreia neste fim de semana nos Estados Unidos.

Ao contrário do YouTube, que enfrentou resistência das gravadoras no começo de sua operação, o Facebook fechou de cara uma associação com as grandes empresas musicais, como Sony Music Group, Universal Music Group, Warner Music Group e BMG, além de alguns selos independentes, para distribuir seus catálogos de vídeos.

Os clipes foram fundamentais para o crescimento do YouTube, a ponto de abalarem o plano de negócios da MTV. Atualmente, a plataforma de vídeos do Google conta com mais de 2 bilhões de usuários mensais e se tornou uma das maiores fontes de receita das gravadoras.

"Com clipes oficiais no Facebook, estamos criando novas experiências que vão além de só assistir ao vídeo", declarou o vice-presidente de Desenvolvimento da rede social, Vijaye Raji, em comunicado.

"Continuaremos trabalhando com nossos sócios para construir uma experiência social única e levar a música a formas em que as pessoas se conectem e compartilhem".

Os clipes, como qualquer post no Facebook, poderão ser compartilhados, gerar reações e receber comentários. Quando compartilhados no Feed de notícias, nos Grupos, Páginas ou no Messenger, os seguidores e amigos de quem compartilhou poderão acompanhar as postagens.

Além disso, o serviço também incluirá páginas de artistas com feed de notícias - e, curiosamente, essa combinação de música e notícias faz lembrar o antigo MySpace.

Nos últimos anos, o Facebook vem tentando se tornar um player no mercado de vídeo digital, que pode ser uma fonte lucrativa de receita com anúncios e também ajudar a manter o envolvimento com a plataforma por mais tempo. Em 2017, a empresa lançou o Facebook Watch, apresentando programas originais e vídeos populares de criadores e organizações de mídia.

Os vídeos musicais serão oferecidos como parte do Facebook Watch, numa nova seção dedicada à música, que permitirá que os usuários explorem os vídeos por gênero, nome do artista ou através de listas de reprodução temáticas, como "MVPs do Hip Hop", "Epic Dance Videos", "Popular nesta Semana" e "Novidade da Semana".

A empresa também aplicará sua tecnologia de personalização à experiência musical. À medida que os usuários assistem, se envolvem e compartilham, o destino Música no Facebook Watch ficará mais sintonizado com seus gostos e interesses pessoais.

Mais experiências sociais são planejadas para o futuro.

Ainda não há previsão para a chegada do serviço ao Brasil, mas vale observar que um dos clipes destacados no material de divulgação da iniciativa (ilustração acima) é "Tocame" da brasileira Anitta.

Veja também:

Carol Francischini treina na varanda de sua casa
Pipoca Moderna
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade