0

César Filho é internado por diverticulite em São Paulo

Apresentador da Record TV está no Hospital Sírio Libanês e ficou afastado do 'Hoje em Dia'

7 nov 2019
09h49
atualizado às 10h23
  • separator
  • 0
  • comentários

César Filho está internado no Hospital Sírio Libanês desde terça-feira, 5, quando foi diagnosticado com diverticulite. Ele teve de ser afastado da apresentação do Hoje em Dia, da Record TV.

O apresentador César Filho.
O apresentador César Filho.
Foto: Instagram/@cesarfilho / Estadão Conteúdo

"Eu contrariei ordens médicas. Fui trabalhar ontem e hoje e acabei não tendo melhoras. Estou no hospital para fazer uma ressonância magnética para saber se tem algo mais grave ou pelo menos em que grau que temos essa diverticulite. E, claro, para saber como vai ser o tratamento e se precisará de uma internação", afirmou.

Em uma série de vídeos no Instagram, César Filho explica que não tem previsão de alta e que está sendo medicado com dois tipos de antibióticos. Deitado na cama do hospital, ele também registra a presença dos dois filhos e da esposa e agradece o carinho dos fãs.

"Muito obrigado pelo carinho de todos, as orações. Muito obrigado a toda a equipe do Hoje em Dia que está sendo muito carinhosa comigo, desculpe a minha ausência, mas tenho que realmente cuidar da saúde em primeiro lugar e em breve estarei de volta, se Deus quiser", desabafou.

O apresentador César Filho, que está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, após diverticulite.
O apresentador César Filho, que está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, após diverticulite.
Foto: Instagram/@cesarfilho / Estadão Conteúdo

O que é diverticulite?

A doença é um tipo de inflamação que se manifesta em parte do intestino grosso e se distribui pelo abdômen. O intestino grosso é responsável pela absorção de água, armazenamento e eliminação dos resíduos da digestão.

A diverticulite afeta principalmente pessoas que adicionam muito carboidrato refinado em uma dieta que, em geral, é pobre em fibras. O distúrbio também costuma aparecer a partir da meia-idade, atingindo os idosos com maior frequência.

"Cerca de um terço das pessoas acima dos 45 anos e mais de 50% dos indivíduos com mais de 80 apresentam o distúrbio. Enquanto os indivíduos mais jovens, com idade inferior a 40 anos, somam menos de 10% do total de pacientes com o problema", explica o cirurgião gástrico do Hospital Sírio Libanês Marcos Belotto.

Os principais sintomas são: dor abdominal, diarréia, cólicas, alteração dos hábitos intestinais e, em alguns casos, hemorragia retal severa.

Algumas dicas são fundamentais para a prevenção:

  • Uma dieta rica em alimentos com fibras como frutas, principalmente as que têm bagaço;
  • Legumes como brócolis e verduras como rúcula, alface e espinafre;
  • Manter o peso adequado;
  • Beber bastante água diariamente;
  • Prática regular de exercícios físicos.

 

Veja também:

Marinha diz que vídeo com OVNIs de ex-Blink 182 é real

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade