1 evento ao vivo
TV

Ator Caio Junqueira morre aos 42 anos após acidente de carro

Intérprete do policial Neto do filme "Tropa de elite" (2007) estava internado há uma semana no Hospital Miguel Couto, no Rio

23 jan 2019
10h05
atualizado às 13h46
  • separator
  • 0
  • comentários

Morreu aos 42 anos, nesta quarta-feira, o ator Caio Junqueira, que estava internado há uma semana após sofrer um acidente de carro no Aterro do Flamengo, Zona Sul do Rio, no dia 16 de janeiro. O intérprete do policial Neto do filme "Tropa de elite" (2007) aguardava uma cirurgia, mas não resistiu às lesões. A informação foi inicialmente dada pelo jornal "Extra" e confirmada pelo Terra com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro.

Caio Junqueira no Caldeirão do Huck
Caio Junqueira no Caldeirão do Huck
Foto: TV Globo / Leo Lemos / Divulgação

No acidente, o carro que o ator dirigia capotou. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Miguel Couto. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, o quadro de saúde de Caio Junqueira já era grave no momento da internação.

A carreira

Caio começou a carreira ainda criança, aos 9 anos, no programa "Tamanho Família", na extinta TV Manchete, ao lado de nomes como Diogo Vilela e Zezé Polessa. Em 1988, estreou na Globo, no humorístico "Grupo Escolacho", com texto de Miguel Falabella, Luiz Carlos Góes e Leo Jaime, e redação final de Chico Anysio.

Depois, fez participação em outras produções da emissora, como na novela "Barriga de Aluguel", em 1990, e nas minisséries "Engraçadinha", em 1995, "Hilda Furacão", em 98, e "Chiquinha Gonzaga", em 99. Foi no remake de "A Escrava Isaura", em 2004, que o ator destacou-se vivendo o personagem abolicionista Geraldo. Seu último trabalho na Globo foi na novela das 6, "Desejo Proibido", exibida entre 2007 e 2008.

Em 2009, estreou na Record, na série "A Lei e o Crime". No canal, atuou ainda em produções como "Ribeirão do Tempo", em 2010, em que viveu seu primeiro protagonista. Em 2016, participou da série "1 Contra Todos", da Fox, e em 2018, fez Ricky na polêmica série "O Mecanismo", de José Padilha, disponível na Netflix.

No cinema, o ator trabalhou em filmes consagrados, como "O Que É Isso, Companheiro?", em 97, e "Central do Brasil", em 98, mas foi em "Tropa de Elite", lançado em 2007 e dirigido por Padilha, que ganhou projeção com a grande repercussão conquistada pelo longa. No filme, ele interpreta o policial militar Neto Gouveia, jovem impulsivo que sonha em entrar no Bope.

Caio Junqueira era filho do ator Fábio Junqueira e irmão do ator Jonas Torres.

*Com informações do Estadão

Veja também:

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade