PUBLICIDADE

Advogados de Amber Heard pedem que veredicto de difamação contra Johnny Depp seja anulado

Atriz alega que as evidências apresentadas durante o julgamento não sustentam a decisão do júri

5 jul 2022 - 16h19
Ver comentários
Publicidade

Os advogados de Amber Heard entraram com um pedido legal para que o veredicto de difamação contra o ex-marido dela, Johnny Depp, seja totalmente anulado.

O ex-casal se enfrentou em uma batalha judicial que durou cerca de três meses. Em junho, a atriz foi declarada culpada de três acusações e condenada a pagar 10,35 milhões de dólares ao ator, que também foi considerado culpado, mas só precisará pagar 2 milhões.

De acordo com a equipe de Amber, as evidências apresentadas durante o julgamento não sustentam a decisão do júri. Ela entregou um memorando de 43 páginas com os motivos pelos quais o veredicto e a indenização deveriam ser retirados.

Segundo a imprensa internacional, a atriz argumentou que é falsa a alegação de que Depp teria perdido seu papel na franquia Piratas do Caribe por consequência de um artigo publicado por ela em 2018 no jornal The Washington Post, no qual o acusa de violência doméstica.

No documento, ela afirma que a indenização foi exagerada, já que tanto ela quanto o ex-marido foram declarados culpados. Além disso, Amber questiona as informações do jurado 15, que teria informado a data de nascimento errada.

De acordo com a declaração da atriz, ele teria dito que nasceu em 1945, quando informações públicas indicariam que seu ano de nascimento seria 1970.

"A discrepância levanta a questão de se o Jurado 15 realmente recebeu uma intimação para servir como jurado e se foi corretamente examinado pela corte para servir ao júri", diz a moção.

*Estagiária sob supervisão de Charlise Morais

Estadão
Publicidade
Publicidade