0

Novo jogo do Homem-Aranha chega ao PlayStation 4 nesta sexta

Feito pela Insomniac Games, de Ratchet & Clank e Sunset Overdrive, jogo tem Peter Parker aprendendo a ser adulto e reprodução fidedigna de Nova York

7 set 2018
05h11
  • separator
  • comentários

"Grandes poderes, grandes responsabilidades": a partir desta sexta-feira, 7, a clássica frase de Ben Parker ganha novos contornos para quem tem um PlayStation 4, com o lançamento de Spider-Man, novo jogo do herói da Marvel. Feito pela Insomniac Games (Ratchet & Clank, Sunset Overdrive), um dos estúdios mais elogiados da atualidade, o game tem como missão fazer o Aranha voltar a ser um ícone dos games, surfando na onda de popularidade de outros jogos de super-heróis - o principal deles é a série Batman: Arkham, da Rocksteady.

Exclusivo para o console da Sony, o jogo se situa mais ou menos oito anos depois que o estudante colegial Peter Parker é mordido por uma aranha e se transforma no Homem-Aranha. "Ele já sabe como é ser um herói e tem pleno controle dos seus poderes", explica Ryan Schneider, diretor de marca da Insomniac, em entrevista ao Estado. "No entanto, ele está em uma época de questionamentos: quer descobrir o que fazer ao sair da faculdade, como seguir carreira como cientista e se portar com um adulto."

Assim como os quadrinhos e os filmes do herói, a história se passa em Nova York, cidade que foi reproduzida quase à exaustão pela equipe do estúdio - na conversa com o Estado, Schneider diz que foi capaz de se guiar pela cidade após tanto testar o game. Velhos conhecidos do público, como a tia May e a mocinha Mary Jane Watson, também aparecem no jogo, desenvolvido pela Insomniac desde 2015.

"Mary Jane é uma repórter investigativa do Clarim Diário e tem um papel de parceria com Peter Parker", diz o executivo. "Como eles dizem no Facebook, os dois tem um relacionamento complicado." A narrativa do jogo, vale dizer aos fãs da Marvel, é independente das histórias da empresa de Stan Lee no cinema. "Não estamos ligados ao Universo Cinematográfico da Marvel. Quem não viu os filmes ou não sabe jogar pode se sentir confortável para aprender e entender tudo aqui." Já o humor típico da Insomniac segue lá. "Fazemos jogos engraçados, mas com coração. Peter Parker é o herói perfeito para isso."

Controvérsias. O jogo chega ao mercado envolvido em algumas controvérsias. Uma delas é o chamado "puddlegate" (escândalo da poça, em tradução não-literal). Explica-se: dias antes do lançamento, uma imagem do Homem-Aranha combatendo vilões incluía uma poça com nível menor de detalhe que o exibido em outros trailers já lançados pela Insomniac. A percepção levou alguns jogadores a criticar o estúdio, dizendo que o game tinha sua performance reduzida para suportar o acesso a diversas funcionalidades.

"Levamos esse assunto a sério, mas temos confiança de que temos ótimos gráficos", diz Schneider, ao ser questionado sobre o assunto. Durante a última semana, não faltou quem apontasse que a controvérsia só surgiu por conta do poder de voz dos fãs nas redes sociais. "(Sofrer críticas nas redes) é um aspecto que desafia a indústria, mas ao mesmo tempo, nos faz evoluir, porque também representam uma oportunidade de nos aproximar dos fãs."

Aqui no Brasil, o jogo também tem sido criticado por não traduzir o nome de diversos personagens, mesmo com versões locais consagradas pelo uso - a começar pelo próprio nome do herói, passando pela tia May (que será chamada de Aunt May) ou por vilões como o Rei do Crime. "É uma política da Marvel e da Sony: os nomes serão usados em inglês em todo o mundo, e nós só podemos seguir, mas entendo a frustração dos fãs", explica Schneider.

O executivo diz também não se irritar com as frequentes comparações do jogo com a série Arkham, do Homem-Morcego. "São jogos ótimos, e se as pessoas querem nos comparar, é porque estamos perto de um alto nível", diz ele. "Mas nosso objetivo, lembro, é fazer com que você se sinta como o Homem-Aranha". O que não inclui, infelizmente, o infame tema "Homem Aranha, Homem Aranha/nunca bate, só apanha" - o jogo conta com uma trilha sonora original. "Não precisamos repetir tudo, não é mesmo?", diz Schneider.

Spider-Man

Desenvolvedora: Insomniac Games

Plataforma: PlayStation 4

Preço: R$ 200

Já disponível no Brasil

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade