0

Ghost of Tsushima se inspira em Kurosawa para ser 'último jogo' do PS4

Game que chegou às lojas na última sexta-feira, 17, coloca jogador na pele de samurai do século XIII; título é principal lançamento exclusivo da Sony antes da chegada do PS5, previsto para o fim do ano

20 jul 2020
12h44
atualizado às 14h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Lançado há sete anos, o PlayStation 4, da Sony, ajudou jogadores no mundo todo a desfrutar de aventuras virtuais. Foi uma longa jornada e, em breve, o videogame veterano vai ganhar um substituto - a empresa japonesa já prometeu para o final do ano o lançamento do PlayStation 5. Antes da "aposentadoria", porém, o PS4 ainda tem fôlego para uma última batalha de peso com Ghost of Tsushima, game da produtora Sucker Punch que coloca o jogador na pele de um samurai do século XIII, durante o período da Invasão Mongol ao Japão.

Lançado na última sexta-feira, 17, Tsushima foi concebido ao longo dos últimos anos com inspiração principal nos filmes de Akira Kurosawa, como Os Sete Samurais e Sanjuro. "Se você ver os filmes, saberá bem o que é um samurai", diz Nate Fox, diretor do game, em entrevista ao Estadão.

Segundo ele, ser o último grande jogo exclusivo do PlayStation 4 não é uma responsabilidade e nem foi uma meta. "Levamos o tempo que quisemos para conseguir representar a visão de viver uma aventura como um samurai. Claro que aprendemos com outros jogos, mas isso é algo positivo", diz.

No entanto, para que a equipe americana do jogo pudesse fazer uma representação fidedigna do Japão e de sua cultura, sem estereótipos, Fox afirma que a empresa recrutou uma série de especialistas - a começar pela equipe de dublagem, uma vez que o jogo pode ser todo experimentado com áudio em japonês e mongol. "Nesse aspecto, fazer parte da Sony ajudou muito, porque os estúdios japoneses foram nossos curadores, mostrando o que devia ser feito e como ser representado", diz o americano.

Anunciado pela Sony em 2018, durante sua conferência na feira de videogames E3, Ghost of Tsushima esteve em desenvolvimento pela Sucker Punch desde o lançamento de seu último título, Infamous: First Light, de 2014. Inicialmente, o jogo deveria ter sido lançado em junho, mas sua chegada aos videogames foi adiada por um mês por conta da pandemia do novo coronavírus. "Foi desafiador trabalhar à distância", disse Fox, "mas por outro lado conseguimos deixar o jogo mais bem polido o possível."

Resistência

No jogo, o protagonista é Jin Sakai, um samurai que precisa lutar para sobreviver em meio ao período da invasão mongol. Nesse percurso, ele terá de aprender novas técnicas de combate - algumas delas, identificadas como "fantasma" pelo game, se assemelham ao estilo dos ninjas. (Daí vem o nome do jogo, Ghost of Tsushima)

"Essa é uma história de samurais: ele pode mudar seu jeito de lutar, mas em seu coração ele sempre será um samurai", diz Fox. "O que significa que o combate aqui é bastante preciso. A definição dele é sangue, lama e vísceras. Nos filmes de Kurosawa, é possível matar alguém com um ou dois golpes, então isso também é válido aqui. Tendo isso em mente, porém, o jogador poderá jogar da forma como quiser", afirma o diretor de Ghost of Tsushima, como quem repete um clichê dos jogos de mundo aberto dos últimos anos.

Veja também:

Lockhart: tudo sobre o controle do Xbox Series S vazado
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade