1 evento ao vivo

Call of Duty: Modern Warfare tem volta do modo campanha

Com boa história e gráficos, jogador tem imersão na realidade de uma guerra; escolha traz questões complexas à realidade do game de tiro

3 dez 2019
05h11
atualizado às 13h22
  • separator
  • 0
  • comentários

Logo no início de Call of Duty: Modern Warfare, um aviso no menu principal se faz necessário: cenas de violência extrema estarão presentes. A imersão dentro da realidade de uma guerra é uma das armas do novo game da série Call of Duty para corrigir um erro de anos anteriores: a ausência do modo campanha em Black Ops 4, lançado no ano passado. Mas a escolha pelo realismo é algo complexo.

A história propriamente dita começa com um atentado em Londres. E impressiona. São homens-bomba e terroristas fortemente armados por todos os lados, com civis correndo desesperados para tentarem se esconder. O ritmo frenético salta aos olhos. Mas Call of Duty: Modern Warfare não vive apenas de ação. Os produtores trataram tudo com muito cuidado, incluindo tarefas em que vale mais o lado estratégico do que o pente cheio de balas.

Call of Duty: Modern Warfare
Call of Duty: Modern Warfare
Foto: Divulgação

No controle do sargento do serviço aéreo especial Kyle Garrick ou de Alex, um agente da CIA, os jogadores são submetidos a decisões morais o tempo todo, incluindo atirar em pessoas desarmadas - que podem ser inocentes ou não. Outro momento problemático do game acontece em uma campanha inspirada na Guerra do Golfo. No jogo, os russos são considerados os responsáveis pelo ataque na conhecida 'Rodovia da Morte', matando civis inocentes, em vez dos Estados Unidos - como aconteceu na vida real.

Além da excelente jogabilidade, que inclui cenários muito bem detalhados, o visual cinematográfica da história é fantástico. Destaque também para o comportamento dos personagens, que tem uma movimentação muito mais natural em vez de robótica. Outro destaque é o retorno de personagens clássicos, como o capitão John Price, que apareceu pela primeira vez no Call of Duty 1.

Multiplayer

Apesar da volta da campanha, a Infinity Ward, produtora do jogo, investiu na jogatina online como sempre. Call of Duty: Modern Warfare tem modos clássicos e novos, com destaque para o guerra terrestre, que reúne 64 jogadores em um mapa enorme, no melhor estilo da série Battlefield, e o atirador, com apenas quatro jogadores em mapas reduzidos.

Os zumbis, ainda bem, foram abolidos. O que vale agora é o realismo. E para quem acha pouco, Call of Duty: Modern Warfare traz quatro operações especiais, que tem ligação com a história da campanha, para serem executadas offline ou online, ao lado de amigos ou pessoas aleatórias pelo mundo.

Veja também

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade