3 eventos ao vivo

Como o Mundial de League of Legends tenta se proteger da covid-19

Um dos principais eventos do ano quanto a eSports tem equipes do mundo todo se reunindo numa única cidade na China. Como isso pode dar certo?

5 out 2020
05h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Campeonato Mundial de League of Legends já é uma aventura logística em qualquer ano, reunindo times de 12 ligas regionais de todo o mundo. Em 2020, ele ficou ainda mais difícil. O evento deste ano, que começou em 25 de setembro e termina com a partida final em 31 de outubro, será realizado em Xangai. A cidade mais populosa da China vem registrando alguns casos confirmados de covid-19 nos últimos dias, de acordo com a mídia estatal chinesa, embora os dados sobre testes positivos e mortes relacionadas à doença tenham sido recebidos com ceticismo fora da China, junto com outros dados fornecidos pelo estado.

A situação geral fez com que um evento presencial para os jogadores parecesse quase impossível. A Riot Games, que criou o League of Legends e administra sua liga competitiva, enfrentou sua parcela de desafios nas últimas nove edições do campeonato, mas este ano entrará num território totalmente novo, coisa que já aconteceu com outras ligas e torneios esportivos importantes, como NBA, NHL e MLB.

A exemplo de muitos outros países, a China hoje tem uma miscelânea de políticas de viagens relacionadas à pandemia, mas vem diminuindo gradualmente as restrições à entrada de estrangeiros vindos de certos países. Como algumas ligas e eventos esportivos tradicionais, a Riot criou uma bolha na tentativa de ajudar jogadores, treinadores e equipes a evitar a covid-19. Aqui estão algumas perguntas e respostas importantes da equipe de relações públicas da Riot sobre a primeira grande bolha em campeonatos de esportes eletrônicos:

Os jogadores farão testes de covid-19? Se sim, com que frequência?

Sim, semanalmente. Os jogadores também farão verificações diárias de temperatura.

Por quanto tempo as equipes ficarão em quarentena?

Quatorze dias num hotel. As políticas da bolha também exigem distanciamento físico e um regime de desinfecção estrito, de acordo com Jarret Siegel, diretor de eventos da Riot para esportes eletrônicos.

Depois da quarentena, as equipes poderão se encontrar pessoalmente?

Sim, mas os jogadores que decidirem fazer isso serão obrigados a usar máscaras e manter distância uns dos outros.

Quais são as localizações físicas da bolha?

As primeiras fases acontecerão no Shanghai Media Tech Studio, sem torcida ao vivo. As finais serão disputadas no novo Pudong Football Stadium. A Riot optou por reduzir o número de locais e confinar o evento a uma única cidade, ao contrário dos anos anteriores, para reduzir as viagens e criar uma bolha mais fechada. Todo o transporte do hotel para os locais de eventos será coordenado pela Riot.

Como estão lidando com a segurança alimentar?

Os padrões em vigor são uma mistura de diretrizes da autoridade de saúde local e recomendações de consultores de gerenciamento de risco com os quais a Riot está trabalhando. Os jogadores só poderão comer em áreas definidas e devem manter distância física dentro do refeitório. Serão colocadas divisórias entre as áreas de alimentação, os utensílios serão embalados individualmente e todas as áreas serão submetidas a uma desinfecção "rigorosa" e frequente, segundo Siegel.

Os fãs terão alguma oportunidade de interagir pessoalmente com os jogadores?

Ainda não se sabe. Siegel disse que a Riot tentará tomar uma decisão "numa data posterior, de acordo com as diretrizes locais".

O que acontecerá se o teste de um jogador der positivo? A partida da equipe será adiada? Cancelada?

Também não se sabe ao certo. Siegel disse que vai avaliar a situação com base em critérios de saúde e segurança, bem como no calendário dos jogos.

A Riot usou as bolhas da NBA ou da NHL como modelo?

Não exatamente. Tom Martell, diretor global de operações para esportes eletrônicos, disse que o mundial é "mais parecido com o que você viu na cidade de Nova York com o U.S. Open. Temos jogadores e times vindo de todo o mundo para um mesmo local".

Qual é o plano atual para permitir que os fãs entrem no estádio de Pudong?

A Riot quer permitir a presença dos fãs, mas não tem nada garantido. "Temos planos para receber um público limitado para as finais, vamos ver como estaremos quando chegarmos lá. Acho que vamos ficar bem e que teremos um público pequeno no estádio, mas vamos ver, temos que garantir a segurança", disse John Needham, chefe global de esportes eletrônicos da Riot. Siegel disse que procurará o CDC, a OMS e as autoridades locais para obter orientação antes de tomar uma decisão final.

Os jogadores tiveram que assinar termos de responsabilidade em relação à covid-19, isentando a Riot de culpa caso algum jogador fique doente?

Os jogadores assinam formulários de participação em torneios internacionais todos os anos, de acordo com Martell, mas não foram obrigados a assinar cláusulas específicas sobre a covid-19. / TRADUÇÃO DE RENATO PRELORENTZOU

Veja também:

Streamers deveriam pagar às empresas de games?
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade