PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

No streaming: Muito antes de Guerra Civil, este foi o primeiro filme hollywoodiano de Wagner Moura; você se lembra?

Apesar de serem filmes diferentes, as tramas dividem um complexo conflito de poder armamentista no qual Wagner Moura precisa sobreviver a esse intenso confronto.

19 abr 2024 - 21h31
Compartilhar
Exibir comentários

Que Wagner Moura é um dos atores mais queridos do Brasil, isso não há dúvidas. Sua carreira em solo nacional teve início em 2001 com Abril Despedaçado, de Walter Salles, e se expandiu durante os anos seguintes com inesquecíveis personagens de produções como Tropa de Elite, Paraíso Tropical e Ó Paí, Ó.

Foto: A24 / Adoro Cinema

Atualmente, Moura divide-se em diferentes projetos internacionais, como a nova série da Prime Vídeo, Sr. e Sra. Smith, e o candidato a filme do ano Guerra Civil, do cineasta Alex Garland. E para quem achava que a estreia de Moura em solos internacionais aconteceu nesses títulos ou até mesmo em Narcos, na qual recebeu sua primeira indicação ao Globo de Ouro, está muito enganado.

Onde tudo começou em Hollywood

Foto: Adoro Cinema

O diretor e roteirista Neill Blomkamp (Gran Turismo - De Jogador a Corredor; Distrito 9) escalou Wagner Moura em 2013 para compor seu elenco como Spider em seu filme distópico Elysium, protagonizado por Matt Damon e Jodie Foster.

Na história, estamos no ano de 2159, onde o mundo se encontra dividido entre dois grupos: o primeiro, riquíssimo, mora na estação espacial Elysium, enquanto o segundo, pobre, vive na Terra, repleta de pessoas e em grande decadência.

Por um lado, a secretária do governo Rhodes (Jodie Foster) faz de tudo para preservar o estilo de vida luxuoso de Elysium; por outro, um pobre cidadão da Terra (…

Leia o artigo em AdoroCinema

Nem Elysium, nem Tropa de Elite: Maior bilheteria de Wagner Moura é responsável por reviver uma das maiores franquias do cinema

"Fiquei realmente destruído": Wagner Moura exalta experiência em Guerra Civil e faz paralelos do filme da A24 com o Brasil

"Fiquei amigo dele por medo": Wagner Moura e Lázaro Ramos têm histórias BEM diferentes sobre o começo da amizade deles

Adoro Cinema
Compartilhar
Publicidade
Publicidade