PUBLICIDADE

"É gratificante ver que a ideia foi abraçada", celebra Tata Estaniecki sobre sucesso do PodDelas

6 ago 2022 - 09h51
(atualizado em 8/8/2022 às 10h19)
Ver comentários
Publicidade

Vamos combinar que nos períodos mais caóticos da pandemia de Covid-19, a indústria do entretenimento precisou se adaptar aos novos formatos na produção de conteúdos, né? Com isso, a "onda" de podcasts ganhou ainda mais destaque!

Tata Estaniecki Crédito: Instagram/@tata
Tata Estaniecki Crédito: Instagram/@tata
Foto: todateen

Entre tantas opções disponíveis por aí, é quase improvável que você não conheça o PodDelas que, comandado por Tata Estaniecki e Boo Unzueta, se consagrou como o maior podcast feminino de entretenimento no país. Poderosas!

Só para se ter ideia, o programa, produzido pela dupla queridinha da internet brasileira, já possui mais de 170 episódios e acumula 115 milhões de views. Aliás, recentemente, o projeto teve uma mini temporada em Porto Seguro, na Bahia. E não acaba por aí, viu, agora as duas já planejam novas edições inovadoras, levando o PodDelas para fora do país. Um luxo só!

Em conversa com a todateen, Tata abriu o coração para falar sobre o quão gratificante é estar à frente do PodDelas, deu detalhes do clima por trás das câmeras e até spoiler do futuro, viu?

Confira a entrevista completinha:

Tata, conta pra gente, como surgiu a ideia para criar o podcast e o nome do projeto?

Surgiu na pandemia. Estava passando por aquela fase que acho que todos passamos, de ficar bem abalada com as notícias. E eu assistia muito o PodPah. Sou amiga e fã dos meninos. Amava o formato. Mas acabava que não tinha muita abertura para aquelas pessoas que se comunicavam comigo. As minhas amigas influenciadoras por exemplo. Essa galera de moda, beleza, lifestyle. Aí que eu me liguei de que talvez tivesse uma brecha de mercado. Fizemos o plano e em pouco mais de um mês já estávamos ao vivo para todo o Brasil.

Como é a sensação de estar à frente do maior podcast feminino com foco no entretenimento do Brasil?

É muito gratificante ver que aquela ideia que eu tive foi abraçada por tantas e tantas pessoas. Acho que o sucesso podcast não é só meu, mas de todo o conjunto da obra. Das minhas parceiras, primeiro a Flavia depois a Boo, de toda equipe, produção, dos convidados maravilhosos e dos fãs. A galera que assiste, curte, comenta e compartilha nosso trabalho. A melhor sensação possível receber esse feedback.

Como sabemos, você e a Boo são amigas há alguns anos. Como é a relação de trabalho/amizade?

Eu e a Boo somos o match perfeito. E quando eu digo isso não significa que somos iguais, muito pelo contrário, mas somos complementares. A nossa amizade tem uma parceria muito bacana. E no trabalho, acho que dá certo porquê temos esse jogo de cintura uma com a outra. Interagimos muito bem. Como eu a conheço e vice-versa, já captamos as piadas e coisas do tipo só com o olhar.

Quando falamos de bastidores, qual é o clima? Ainda mais sendo um time formado apenas por mulheres, né?

O clima é muito leve e divertido. Por exemplo, quando a Boo completou um ano de PodDelas nós fizemos uma festa surpresa para ela no estúdio, com bolinho e tudo. Tem quer ser assim. Tem que ser prazeroso. Temos que chegar com vontade de estar ali para fazer o trabalho acontecer com uma energia boa. Não tem como eu estar sorrindo para câmera enquanto quero brigar com quem está segurando. Então a equipe se dá muito bem.

Vocês já receberam diversos convidados, entre artistas e celebridades, teve algum específico que mexeu com o seu sentimento de fã? Conta como foi?

Teve vários. É engraçado pois recebemos muitos amigos, de vários e vários anos. Às vezes já sabemos as respostas mas perguntamos mesmo assim e quando percebemos parece que estamos na mesa de casa tomando um cafezinho e fofocando. Mas de fã mesmo, acho que foi muito bacana quando a Eliana participou. Acho que essa galera que acompanhamos na tv, desde criança, como Celso Portiolli, Sabrina Sato, Luciana Gimenez, Claudia Raia, Bruna Marquezine e Juliana Paes vão lá, parece muito um carimbo de qualidade do nosso trabalho, sabe? É muito incrível isso.

Aproveitando, como é que surgiu essa ideia de gravar dancinhas em cada episódio?

Foi unir o útil ao agradável. Nós já fazíamos os challenges nas nossas próprias rede. Ficávamos horas e horas vidradas em reels ou tiktoks. E sabíamos que isso não acontecia só conosco. Se estivéssemos lá também, outras pessoas iriam acabar nos conhecendo. É basicamente uma visão de mercado. As dancinhas são uma outra forma de divulgação do nosso conteúdo e entrega de engajamento.

Como foi a sensação de retornar para a Bahia com a mini temporada do podcast, principalmente por ser o local onde você iniciou a profissão há 10 anos?

Foi muito especial. Eu voltei com um programa próprio, casada, com a minha filha. Sensação de realização mesmo de metas. Óbvio que ainda tem muito mais que quero atingir e conquistar, mas foi emocionante demais voltar para onde tudo começou, 10 anos depois, com a minha vida completamente transformada.

Para finalizar, já pode adiantar algum spoiler de projetos futuros?

Então, temos vários projetos para o PodCast, com mini-temporadas temáticas, "PodDelas Verão" ou "PodDelas Em Orlando", por exemplos. Além de projetos profissionais mesmo. Estou com algumas ideias no mercado, no meu nicho mesmo, e acho que logo logo terá muito mais Tata Estaniecki por aí.

Muito sucesso, meninas <3

todateen
Publicidade
Publicidade