0

De U2 a Bezerra da Silva, Marcelo D2 incendeia público

12 nov 2011
18h33
atualizado às 22h43
  • separator
Fábio Santos
Direto de São Paulo

Aclamado pelo público do SWU, Marcelo D2 subiu ao palco Energia às 18h05 deste sábado (12). Ele foi um dos primeiros artistas a ver o espaço principal do evento tomado pelo público.Com a frase "Eu nasci no subúrbio do Rio de Janeiro", D2 subiu ao palco e, como costuma fazer, disse frases polêmicas sobre a legalização da maconha. "Lutamos pela legalização da maconha, pela liberdade de expressâo, o meu nome é Marcelo D2 e estamos aqui no SWU para fazer barulho".

Já com o sol indo embora, e com um vento bem agradável, a plateia cantou ao som dos principais músicas de D2. Logo de início, interpretou a música A procura da batida perfeita, grande sucesso de seu 2º álbum solo. Invocando sucessos do hip hop e do samba, o cantor conseguiu chamar boa parte do público para o palco Energia.

Cantando sucessos de sua carreira como A Maldição do Samba, A Arte do Barulho,

Cantor se apresenta no palco Energia do evento
Cantor se apresenta no palco Energia do evento
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra

Gueto

, Desabafo

e

1967

, D2 marcou a sua presença na primeira metade do show. Brindando a plateia com um copo de cerveja, o cantor agradeceu a presença da plateia. "Muito bom estar aqui. Aqui em cima tá bonito para c...", disse.

Já na segunda metade do show, D2 abriu espaço para o inseparável parceiro Fernandinho Beat Box, que levantou o público ao fazer os mais variados sons, da música eletrônica ao rock de Sunday Bloody Sunday, do U2. Na sequência, D2 emendou o grande sucesso de Bezerra da Silva, Malandragem dá um tempo, que foi cantada em coro pela plateia. Após a homenagem ao sambista, Marcelo D2 trouxe ao SWU os principais sucessos do Planet Hemp, sua antiga banda.

Queimando tudo e Mantenha o respeito incendiaram a plateia. Após reviver antigos sucessos, o músico começou a trazer vários convidados para o palco. Seu filho Stephan subiu ao Palco Energia e cantou a música que o consagrou: Eu e meu filho. Na sequência foi a vez de Helinho , integrante do grupo Ponto de Equilíbrio, entrar em cena e cantar a música Eu já sabia, ao lado de D2 e Stephan.

O próximo a subir ao palco seria Renato Venom, que não deixou a energia cair com C.B (Sangue Bom). Exaltando nomes do samba como Arlindo Cruz e Jovelina Pérola Negra, o cantor carioca via a noite cair cantando um de seus maiores sucessos: Qual é? - Quando o show parecia ter acabado, sobe ao palco o rapper paulistano Emicida, que já havia tocado no palco Energia.

Improvisando e levando o público ao delírio, D2 encerrou o show e deixou a platéia preparada para a sequência arrasadora com Damian Marley, Snoop Dogg, Kanye West e The Black Eyed Peas.

SWU - segunda edição de casa nova
Pioneiro no Brasil no formato festival + acampamento, o SWU ganha sua segunda edição. Em 2011, o evento acontece na cidade Paulinía, interior de São Paulo (125 km da capital), entre os dias 12 e 14 de novembro.O primeiro SWU aconteceu em outubro, na cidade de Itu, e reuniu nomes como Rage Against the Machine, Queens of the Stone Age, Kings of Leon e Linkin Park.

Assim como foi em 2010, o SWU se dividirá em quatro setores: dois palcos principais - Consciência e Energia, o New Stage e a Tenda Eletrônica. Neste sábado, sobem aos palcos montados no Parque Brasil 500 nomes como Damian Marley, Snoop Dogg, Kanye West e Black Eyed Peas. Entre os representantes brasileiros ainda estão Emicida, Marcelo D2 e Copacabana Club.

O domingo será marcado por uma miscelânea musical. Os palcos principais terão Zé Ramalho, Ultraje a Rigor, Tedeschi Trucks Band, Chris Cornell, Duran Duran, Peter Gabriel e Lynyrd Skynyrd. No New Stage, vale ficar atento aos brasileiros do Sabonetes e no grupo !!!. Quem também toca por lá é o Modest Mouse e a veterana e polêmica Courtney Love com o Hole.

O dia de encerramento do SWU promete ser memorável para os fãs do rock dos anos 90. Nos palcos principais se revezerão grupos como Sonic Youth, Primus, Stone Temple Pilots , Alice In Chains e Faith No More. Para os fãs do metal, o Megadeth também marcará presença. No New Stage vale ficar atento ao trio Ash, da Irlanda do Norte e ao grupo experimental canadense Crystal Castles. A banda de pop rock Simple Plan encerra as atividades do palco.

Veja também:

Carol Francischini treina na varanda de sua casa
Fonte: Terra
publicidade