Medusa discute padrões de beleza e conservadorismo

Em longa exibido no Festival de Cannes, a diretora Anita Rocha da Silveira traz o Mito de Medusa para o Brasil dos dias atuais. Neste universo fictício, as mulheres e os homens precisam seguir padrões rígidos de comportamento, os livros são queimados e não há mais investimento em ciência. O filme estreia neste domingo (31) na 45ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. O Terra conversou com a cineasta sobre as inspirações do roteiro e o avanço do conservadorismo no país. Confira no vídeo!

Equipe portal Equipe portal
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade