1 evento ao vivo

Sia briga com a comunidade autista ao lançar o trailer de seu primeiro filme

23 nov 2020
02h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Divulgação/Atlantic / Pipoca Moderna

A cantora Sia comprou briga com a comunidade autista por conta de seu primeiro longa-metragem, "Music", que ela escreveu e dirigiu. Sia diz que queria homenagear essa comunidade, mas escalou sua protegida, a dançarina Maddie Ziegler, no papel de uma garota autista, e o trailer do longa, revelado no fim de semana, mostrou a jovem apresentando um comportamento meio abobado e totalmente diferente das pessoas que sofrem desse mal.

A polêmica estourou junto do trailer, após a interpretação de Ziegler ser considerada "ofensiva" e "imprecisa" nas redes sociais, o que deu início a uma troca de insultos entre Sia e autodeclarados autistas. A situação saiu tanto do controle que até organizações dedicadas ao atendimento de autistas decidiram fazer campanha de boicote contra o filme.

Sia acabou tuitando que ficou "muito confusa" com a negatividade em relação ao seu trabalho. Uma atitude bem diferente do entusiasmo demonstrado ao lançar o trailer.

A atriz irlandesa Bronagh Waugh foi a primeira a questionar Sia sobre a polêmica interpretação de Ziegler. "Posso perguntar por que você não escalou um ator deficiente para este papel?", ela escreveu no Twitter. "É muito ofensivo a maneira que você escolheu para retratar essa personagem. Pessoas com deficiência não estão quebradas e não precisam de conserto."

Ao ver o comentário, Sia respondeu que tentou "representar amorosamente a comunidade". Isso desencadeou várias críticas contestando o resultado, com muitos perguntando por que um ator deficiente não poderia ter interpretado o papel. Sia tentou se defender, dizendo a certa altura: "Duh. Passei três anos pesquisando, acho que é por isso que estou tão chateada. "

Ela afirmou que contratou muitas "crianças com habilidades especiais" para trabalhar no filme, incluindo uma garota do espectro, antes de escalar Ziegler.

"Ela achou desagradável e estressante", disse Sia sobre a jovem do espectro.

Neste ponto, uma seguidora se ofereceu, dizendo que ela e várias outras atrizes autistas estariam disponíveis para o papel. Ao que Sia respondeu: "Talvez você seja apenas uma atriz ruim".

As respostas atravessadas acabaram gerando ainda mais raiva dentro da comunidade que Sia supostamente estava tentando agradar, até a Sociedade Nacional de Autismo do Reino Unido dizer que "Sia entendeu tudo errado" e a Associação Americana de Pessoas com Deficiências conclamar: "Não assistam ao filme da Sia".

Diante disso, Sia defendeu suas opções e pediu que criticassem o produto acabado, não o trailer. Mas fez o pedido de maneira, digamos, pouco educada, com palavrões.

"Grrr. F*** f**ida, por que vocês não assistem meu filme antes de julgá-lo?", ela escreveu no Twitter. "FÚRIA."

Este piti acabou gerando reação de uma proeminente celebridade deficiente, a atriz Marlee Martlin, vencedora do Oscar por "Filhos do Silêncio" (1986).

"Querida Sia, como todo respeito como colega artista, é esse o tipo de resposta que você deseja que as pessoas vejam ao discutir um tópico tão importante, como pessoas com autismo? Por favor, não seja surda ao que eles têm a dizer", escreveu Matlin.

O filme será lançado em fevereiro, junto com o disco de sua trilha sonora. Veja abaixo o trailer que irritou os autistas e a reação que levou Marlee Martlin a se pronunciar.

Veja também:

Umbrella: a história de um guarda-chuva que emociona
Pipoca Moderna Pipoca Moderna
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade