4 eventos ao vivo

Polícia de Los Angeles investiga se Stan Lee vem sofrendo abusos

Quadrinista pediu à justiça ordem contra Keya Morgan, que vinha gerenciando seus negócios e assuntos pessoais

14 jun 2018
09h31
  • separator
  • comentários

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, está investigando alguns supostos abusos sofridos pelo gênio dos quadrinhos Stan Lee, informou na quarta-feira o site especializado The Hollywood Reporter.

A investigação das autoridades por abuso de idosos começou em fevereiro, mas apenas tornou-se pública agora, quando Lee, de 95 anos, pediu no Supremo Tribunal de Los Angeles que emitisse uma ordem judicial contra Keya Morgan, que vinha gerenciando seus negócios e assuntos pessoais.

Lee conseguiu uma ordem de restrição temporária contra Morgan, que na última segunda-feira foi detido em Los Angeles por apresentar uma informação falsa à polícia, mas foi libertado após pagamento de fiança.

As medidas restritivas foram decretadas apenas três dias depois que Lee, em um vídeo postado em seu perfil oficial do Twitter, garantiu que Morgan era seu único representante e que mais ninguém poderia falar em seu nome.

No mês de abril, The Hollywood Reporter publicou uma longa reportagem onde detalhava as supostas lutas no círculo próximo de Lee para obter o controle de um patrimônio que, segundo a publicação, está entre US$ 50 e US$ 70 milhões.

Fontes ligadas a Lee asseguram que a sua saúde piorou notavelmente e que sofre de problemas de vista, ouvido e memória.

Stan Lee é o grande emblema da editora Marvel e o criador de personagens icônicos como Homem-Aranha, Hulk e X-Men.

Em julho do ano passado, sua esposa, Joan Lee, de 93 anos e com quem esteve casado durante quase sete décadas, faleceu.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade