0

Lampião e o cangaço em diferentes versões nas telas

Virgulino Ferreira da Silva, o rei do cangaço, morreu há 82 anos, mas a história dele sempre esteve presente nas telas; veja como o cinema e a televisão retrataram a vida dos cangaceiros

28 jul 2020
15h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na manhã do dia 28 de julho de 1938, há 82 anos, Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, acordou junto ao seu bando em um esconderijo na grota do Angico, em Sergipe. Como de praxe, todos rezaram, e sem que percebessem, foram surpreendidos em uma emboscada.

Depois de anos aterrorizando o interior nordestino e desafiando coronéis e o governo, o rei do cangaço era, enfim, vencido. Maria Bonita, que estava com ele, também foi atingida por tiros e ferida gravemente.

O ataque durou cerca de vinte minutos. Das 34 pessoas do bando, 11 morreram. As cabeças de todos foram decepadas e colocadas na escadaria da prefeitura de Piranhas. Os corpos foram jogados aos urubus.

Para provar a morte do rei do cangaço e inspirar medo em simpatizantes, os restos mortais foram exibidos em várias cidades do País.

Lampião e Maria Bonita só foram enterrados em 1969, mais de 30 anos depois. Por três décadas, ficaram expostos em um museu de Salvador.

A história do cangaço e de seu rei, Lampião, apesar de violenta, sempre gerou curiosidade no imaginário popular. O cinema e a televisão buscam diversas formas de retratar esses personagens. Desde O Cangaceiro, filme dirigido por Lima Barreto, de 1953, até o mais recente, A Luneta do Tempo, dirigido e escrito por Alceu Valença, de 2016, veja como Lampião e o cangaço ganharam diferentes versões nas telas.

'O Cangaceiro, filme dirigido por Lima Barreto (1953)

'O Lamparina', filme produzido por Mazzaropi e dirigido por Glauco Mirko Laurelli (1964)

'Lampião e Maria Bonita', minissérie brasileira produzida pela Rede Globo (1982)

'Mandacaru', telenovela brasileira produzida pela Rede Manchete (1997)

'Baile Perfumado', filme dirigido por Lírio Ferreira e Paulo Caldas (1997)

'Canta Maria', filme dirigido por Francisco Ramalho Jr (2006)

'Cordel Encantado', telenovela brasileira produzida pela Rede Globo (2011)

'A Luneta do Tempo', filme dirigido e escrito por Alceu Valença (2016)

'Feminino Cangaço', documentário dirigido por Lucas Viana e Manoel Neto (2013)

Veja também:

Ex chora ao lembrar relação com Depp: "Detalhes traumáticos"
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade