0

Instituições cobram governo de SP sobre fechamento de cinema

Fechamento das salas por iniciativa própria demanda negociações com empresas administradoras de shoppings

16 mar 2020
22h02
atualizado em 17/3/2020 às 08h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
A Feneec (Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas) e o Sindicato das Empresas Cinematográficas do Estado de São Paulo divulgaram uma nota solicitando ao governador de São Paulo, João Doria, que assuma "o papel de fechar as salas de cinema do estado, na forma da lei", por conta da crise gerada pelo novo coronavírus.
Instituições cobram governo de São Paulo sobre fechamento de salas de cinema
Instituições cobram governo de São Paulo sobre fechamento de salas de cinema
Foto: Kilyan Sockalingum/ Unsplash

Segundo as instituições, o fechamento das salas por iniciativa própria demandaria negociações com as empresas administradoras de shoppings, "o que seria penoso e lento".

"Os shoppings pertencem a diferentes grupos econômicos, com participação de investidores, fundos de previdência, fundações e outros, o que demandaria diversas instâncias de negociação, resultando num prazo para solução dos problemas que a saúde pública não tem", diz o comunicado. "O bem estar dos espectadores de cinema e dos funcionários das empresas de cinema é hoje a nossa prioridade."

Nesta segunda-feira, 16, o governador voltou a recomendar o fechamento de espaços culturais privados no Estado.

Na última sexta-feira, foi criado pelo Estado um grupo de trabalho para discussão de ações para reduzir danos, gerar estímulo e acelerar a recuperação dos setores mais impactados economicamente pelo coronavírus, incluindo a cultura.

Segundo o governo, o setor cultural e criativo de São Paulo equivale a 3,9% do PIB do Estado. A Secretaria estima que a crise possa reduzir tal percentual em 1,7%, o que corresponde a uma perda em torno de R$ 34,5 bilhões.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade