"Godzilla vs. Kong" bate recorde com maior estreia de Hollywood na pandemia

4 abr 2021
15h40 atualizado às 15h49
0comentários
15h40 atualizado às 15h49
Publicidade
Foto: Divulgação/Warner / Pipoca Moderna

A estreia de "Godzilla vs. Kong" nos EUA e Canadá bateu o recorde de bilheteria da era da pandemia, faturando US$ 48,5 milhões em seus primeiros cinco dias de exibição. A estratégia da Warner de lançar o filme na quarta (31/3) deu certo e os elogios da crítica impulsionaram o longa a faturar US$ 32 milhões entre sexta de domingo (4/4), o maior desempenho de fim de semana na América do Norte desde que o público se afastou dos cinemas devido ao coronavírus.

Os valores superaram as expectativas mais otimistas da indústria. Vale lembrar que, antes deste fim de semana, "Mulher Maravilha 1984" detinha o recorde da fase pandêmica, com um fim de semana inaugural de US$ 16,7 milhões em dezembro passado, seguido por "Tom e Jerry" com US$ 14 milhões em fevereiro. Curiosamente, todos, incluindo "Godzilla vs. Kong", são produções da Warner Bros. Pictures e foram disponibilizados simultaneamente na plataforma de streaming HBO Max nos EUA.

O lançamento de "Godzilla vs. Kong" em streaming também teria sido monstruoso. Sem fornecer estatísticas ou números específicos, a Warner informou em comunicado que a superprodução teve uma "audiência maior do que qualquer outro filme ou programa disponibilizado na HBO Max desde seu lançamento" em maio do ano passado. No Canadá, onde 80% do mercado ainda está fechado, "Godzilla vs. Kong" foi lançado simultaneamente em PVOD (vídeo premium sob demanda) e arrecadou US$ 3 milhões por meio de várias plataformas de locação digital.

A luta dos monstros gigantes também fez estrago nas bilheterias internacionais, com US$ 76,1 milhões nos últimos três dias. Só a China rendeu US$ 44 milhões deste total.

Como o lançamento no exterior aconteceu no fim de semana passado, o longa já tem um total de US$ 236 milhões fora da América do Norte. Somando EUA e Canadá, o resultado atinge parâmetros pré-pandemia, com um total mundial de US$ 285 milhões em 11 dias.

O sucesso do filme é excepcional, especialmente considerando a concorrência contra si mesmo no streaming e o fato de que 45% das salas de cinema dos EUA ainda estão fechadas. Além disso, as que estão abertas operam com capacidade reduzida para cumprir os protocolos de segurança contra pandemia.

A pandemia tem seu próprio ritmo, que, como se descobriu tragicamente, vem em ondas. Apostando contra uma reviravolta, os EUA têm avançado de forma decisiva na vacinação de sua população. Mais de 100 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose de imunizante no país, permitindo a volta lenta, mas firme e segura, à normalidade. A bilheteria de "Godzilla vs. Kong" é sinal de que o pior está ficando para trás. Infelizmente, por vários e óbvios motivos, o mesmo otimismo não se aplica ao Brasil.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade