PUBLICIDADE

Filmes premiados e blockbusters chegam ao streaming

14 jan 2022 16h00
| atualizado em 15/1/2022 às 06h32
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/Marvel / Pipoca Moderna

A programação de streaming da semana está bastante variada, com lançamentos premiados nas plataformas de assinatura e blockbusters nas locadoras digitais. Além disso, é possível acompanhar de graça o MyFrenchFilmFestival, com títulos inéditos do cinema francês atual, na Filmicca.

Confira abaixo 10 sugestões, entre as muitas opções disponibilizadas nesta semana, para aproveitar o melhor do cinema em casa.

 
 

A TRAGÉDIA DE MACBETH | APPLE TV+

 

O drama que junta pela primeira vez os vencedores do Oscar Denzel Washington ("Um Limite entre Nós") e Frances McDormand ("Nomadland") é uma adaptação da conhecida peça de William Shakespeare sobre o homem que seria rei e sua esposa maquiavélica, que transformam suas ambições num banho de sangue.

Filmado em preto e branco e numa estética minimalista, com poucos detalhes cenográficos, a obra valoriza o desempenho dos atores, resgatando as origens teatrais do texto, na contramão de adaptações recentes que buscaram expandir os aspectos épicos da tragédia medieval.

Elogiadíssimo pela crítica, com 93% de aprovação no Rotten Tomatoes e vencedor de 11 prêmios, o filme também marca o primeiro trabalho solo de direção de Joel Coen, após romper a famosa parceria com seu irmão Ethan, com quem dividiu dois Oscars - por "Fargo" (1995) e "Onde os Fracos Não Tem Vez" (2007).

 
 

PIG - A VINGANÇA | TELECINE

 

O grande destaque deste drama indie é o desempenho de Nicolas Cage. O ator não recebia críticas tão elogiosas desde que venceu o Oscar por "Despedida em Las Vegas" (1995). Isto ajudou "Pig" a atingir 97% de aprovação no Rotten Tomatoes, vencer 17 prêmios e estar disputando vários outros na temporada.

Na trama, Cage interpreta um premiado chefe de cozinha que após uma tragédia pessoal abandona tudo para viver na floresta com um porco de estimação. Até que o porco some e ele parte em busca dos sequestradores, retomando seus contatos no submundo violento da alta cozinha para enfrentar os que cobiçam a habilidade do porco de encontrar trufas.

FOGO CRUZADO | VOD*

 

Gerard Butler ("Destruição Final: O Último Refúgio") é um assassino profissional contratado para matar um vigarista interpretado por Frank Grillo ("Uma Noite de Crime: Anarquia"). Só que o pilantra arranja um jeito de ser preso numa delegacia interiorana, cheia de policiais, achando que isso vai salvá-lo. Sua alegria dura apenas até perceber que o matador foi parar na cela ao lado. A trama ainda sofre outra reviravolta quanto um segundo assassino chega no local, disposto a completar o trabalho, independente de quem tenha que eliminar para acertar seu alvo.

Thriller de ação muito acima da média, "Fogo Cruzado" tem roteiro e direção de um especialista do gênero: Joe Carnahan, que já tinha trabalho com Grillo no tenso "A Perseguição" (2011). Apesar de ter pulado os cinemas no Brasil, seu humor ácido fez com que tivesse 82% de aprovação no Rotten Tomatoes - acima dos blockbusters abaixo.

 
 

ETERNOS | DISNEY+

 

O filme que quebrou o encantamento da crítica com a Marvel, atingindo apenas 47% de aprovação no Rotten Tomatoes - pior nota de uma produção do MCU - chega com cenas inéditas ao streaming. Isto significa que está mais longo e cansativo.

Acostumada a lançar qualquer coisa com sucesso, a Marvel arriscou alto com uma adaptação de personagens que quase ninguém conhecia - os quadrinhos originais estão entre os trabalhos mais obscuros de Jack Kirby. Se deu certo com "Guardiões da Galáxia" foi porque James Gunn avacalhou os personagens, criando uma comédia divertida. Mas "Eternos" fez o oposto, resultando na obra mais genérica da Marvel, plasticamente bonita, mas tão séria que se tornou sem graça.

A percepção é inversamente proporcional à expectativa gerada pela direção de Chloé Zhao, que meses antes da estreia de "Eternos" tinha vencido o Oscar de Melhor Filme e Direção por "Nomadland". No novo trabalho, ela tenta adequar seu estilo contemplativo, marcado por imagens da natureza, ao padrão da Marvel, e em vez de elevar a qualidade dos filmes de super-heróis diminuiu a sua marca autoral.

 
 

GHOSTBUSTERS - MAIS ALÉM | NOW, VOD*

 

O novo "Ghostbusters" é divertido e bem melhor que a versão feminina que fracassou nas bilheterias em 2016. Também é um exemplo perfeito da atual moda de Hollywood, que tem recomeçado franquias alegando que se trata de uma continuação, só que com elenco totalmente diferente. O nome disso em inglês é "reboot sequel". Aqui, se chama recauchutagem.

Dirigida por Jason Reitman ("Juno", "Tully"), filho do diretor dos dois primeiros "Caça-Fantasmas", a comédia tem muitas referências, repetições de frases, recriações de cenas e até participação do elenco original dos anos 1980. Mas os protagonistas são outros.

A trama começa quando Carrie Coon ("The Leftovers") se muda para a antiga casa herdada do pai, de quem ela pouco falou para os filhos, vividos por Mckenna Grace ("Annabelle 3: De Volta para Casa") e Finn Wolfhard ("Stranger Things"). Mas logo fica claro que as crianças são netas do Dr. Egon Spengler (o Caça-Fantasmas interpretado pelo falecido Harold Ramis). Paralelamente, estranhos fenômenos começam a acontecer na região, que inspiram os garotos a virarem Caça-Fantasmas mirins com a ajuda de um professor de sua escola (Paul Rudd, o "Homem-Formiga").

 
 

HOTEL TRANSILVÂNIA: TRANSFORMONSTRÃO | AMAZON PRIME VIDEO

 

Após três filmes de sucesso monstruoso para a Sony, que arrecadaram mais de US$ 1,3 bilhão nos cinemas desde 2012, o quarto chega direto no streaming da Amazon, num negócio feito antes do início da vacinação das crianças.

Mas esta não é a única diferença em relação às outras produções. "Hotel Transilvânia: Transformonstrão" não conta com o dublador principal dos longas anteriores. Responsável por dar voz a Drácula, Adam Sandler ficou de fora do novo lançamento. Em seu lugar, entrou Brian Hull ("Pup Star: Feliz Natal"), que já tinha sido a voz de Drácula no curta "Pets Monstruosos", disponibilizado em abril na internet. E ninguém explicou qual foi o motivo da troca.

A nova confusão começa quando Jonathan (voz original de Adam Samberg), o genro humano de Drácula, resolve virar um monstro para ser aceito na família da esposa (Selena Gomes). O problema é que sua transformação vem com efeito colateral: ele faz com que todos os monstros ao seu redor virem humanos, revirando a premissa da franquia do avesso. Para retomarem suas identidades originais, eles devem viajar até a Amazônia em busca de uma cura mágica.

 
 

HALLOWEEN KILLS | NOW, VOD*

 

Sequência do revival de 2018, "Halloween Kills" junta três gerações de mulheres da família de Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) e outros sobreviventes antigos da franquia, iniciada em 1978, para enfrentar pela (pen)última uma vez o psicopata Michael Myers. Os fãs já sabem que este não é o fim da história, que será concluída no próximo filme - até parece… - , o que ajuda a explicar o desânimo da crítica internacional com a produção - teve apenas 40% de aprovação no Rotten Tomatoes, o que o torna a opção mais fraca desta lista.

 
 

O ASSASSINO DE CLOVEHITCH | NETFLIX

 

Conhecido da série "American Horror Story", Dylan McDermott tem sua performance mais arrepiante como o serial killer deste suspense inspirado numa história real. Na trama, ele vive um paizão de família adorado pelo filho, até que o rapaz, instigado pela namorada, começa a juntar pistas que o fazem desconfiar do pior. A história se encaminha para um confronto, alimentando a dúvida sobre qual instinto prevalecerá, o paternal ou o assassino.

A trama é baseada nos crimes reais de Dennis Rader, o Assassino BTK, assim batizado por conta de seu modus operandi ("blind, torture, kill": vendar, torturar e matar). Vencedor de um festival de terror americano (Knoxville), o filme tem direção de Duncan Skiles ("Stories from the Felt") e destaca no elenco o jovem Charlie Plummer ("Quem É Você, Alasca?"), Samantha Mathis ("Billions") e Madisen Beaty ("Era uma Vez… em Hollywood").

AS FOTOS VAZADAS | NETFLIX

 

Este suspense dramático indonésio gira em torno de uma garota esforçada e responsável, que tem a vida virada do avesso quando fotos escandalosas de uma festa aparecem online. Assustada e sem lembrança de ter feito o que as fotos mostravam, ela perde sua bolsa de estudo e cai em desgraça. Mas não se conforma e resolve descobrir o que realmente aconteceu, quem vazou as fotos e com qual intenção.

O interessante filme de estreia do diretor Wregas Bhanuteja venceu 12 prêmios em seu país antes de ganhar lançamento internacional na Netflix.

 
 

THE HOUSE | NETFLIX

 

Uma antologia de animação em stop-motion com três histórias diferentes passadas na mesma casa, sempre com clima sinistro, envolvendo três famílias: uma humana e as demais de ratos e gatos antropomórficos. Apesar dos bichos falantes, a produção do estúdio britânico Nexus visa o público adulto, que deve se encantar até com seus aspectos mais asquerosos - quem tem fobia de baratas, porém, deve passar longe.

A premissa foi desenvolvida por Enda Walsh (roteirista do filme "Fome", de Steve McQueen), a direção ficou a cargo de curta-metragistas europeus em ascensão e o elenco de vozes inclui vários astros famosos, como Helena Bonham Carter ("Harry Potter"), Matthew Goode ("Descoberta das Bruxas"), Miranda Richardson ("Belas Maldições"), Mia Goth ("Suspiria"), Susan Wokoma ("Enola Holmes") e até o cantor Jarvis Cocker (da banda Pulp).

 
 

* Os lançamentos em VOD (video on demand) podem ser alugados nas plataformas Apple TV, Google Play, Looke, Microsoft Store, NOW, Vivo Play e YouTube, entre outras.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade