PUBLICIDADE

Festival de Sundance premia documentário sobre luta de índios brasileiros

28 jan 2022 21h47
| atualizado às 21h53
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/Sundance Institute / Pipoca Moderna

A organização do Festival de Sundance anunciou na noite desta sexta (28/1) os vencedores de sua edição de 2022. E o grande destaque da lista foi o documentário "The Territory", rodado na Amazônia, única produção a vencer dois troféus: o Prêmio do Público e um Prêmio Especial do Júri na competição internacional do evento.

Concorrendo na seção de Cinema Mundial como coprodução brasileira e americana (do cineasta Darren Aronofsky, de "Noé"), a obra dirigida pelo americano Alex Pritz acompanha a luta do povo Uru-Eu-Wau-Wau contra agricultores e mineradores que invadiram a área protegida de sua tribo na floresta amazônica, incentivados pela retórica e prática destrutiva de Jair Bolsonaro.

Elogiadíssimo pela crítica estrangeira, o filme tem 100% de aprovação no site Rotten Tomatoes e está sendo considerado um dos melhores documentários da década. Adquirido pela National Geographic, será forte candidato às premiações de 2023 e a incomodar Bolsonaro nas eleições deste fim de ano.

O prêmio do júri, por sua vez, ficou com o documentário "All That Breathes", do indiano Shaunak Sen, sobre a proteção de um pássaro em meio à poluição de Delhi.

Em sua porção americana, Sundance ainda reverenciou dois documentários políticos: "The Exiles", sobre sobreviventes do massacre de 1989 na Praça Celestial, em que tanques de guerra atacaram manifestantes pacíficos em Pequim, e "Navalny", sobre o atentado por envenenamento sofrido por Alexei Navalny, opositor russo do governo de Vladimir Putin. As obras venceram, respectivamente, os prêmios do Júri e do Público na competição nacional do festival.

Entre os títulos dramáticos, o destaque ficou com "Cha Cha Real Smooth", dirigido e estrelado por Cooper Raiff. Vencedor do prêmio do público na disputa entre as obras de ficção, o romance entre um jovem anfitrião de festas de Bar Mitzvah e a mãe de uma menina autista foi adquirido pela Apple TV+ na véspera da premiação por US$ 15 milhões, na maior negociação de direitos do festival deste ano. Além de Raiff no papel principal, o elenco destaca Dakota Johnson ("Cinquenta Tons de Cinza").

Foi a segunda vez consecutiva que a Apple acertou o vencedor de Sundance, tendo adquirido "No Ritmo do Coração" (CODA) antes de o filme de Sian Heder vencer os troféus do Público e do Júri no ano passado.

Neste ano, porém, houve divisão de preferências. O Júri da disputa dramática optou por "Nanny", longa de estreia da curta-metragista Nikyatu Jusu, que traz a senegalesa Anna Diop ("Titãs") no papel de uma babá refugiada em Nova York.

Na disputa dramática internacional, os vencedores foram o boliviano "Utama", de Alejandro Loayza Grisi, sobre um casal de roceiros enfrentando a seca nas montanhas do país, e o finlandês "Girl Picture", de Alli Haapasalo, em que três garotas adolescentes descobrem o amor e o prazer. Ficaram com os prêmios do Júri e do Público, respectivamente.

Confira abaixo os trabalhos premiados nas mostras competitivas do Festival de Sundance 2022.

COMPETIÇÃO DRAMÁTICA AMERICANA

Grande Prêmio do Júri: "Nanny"

Prêmio do Público: "Cha Cha Real Smooth"

Melhor Direção: Jamie Dack, "Palm Trees and Power Lines"

Melhor Roteiro: K.D. Dávila, "Emergency"

Prêmio Especial do Júri por Visão Artística: Bradley Rust Gray, "Blood"

Prêmio Especial do Júri por Melhor Elenco: John Boyega, Nicole Beharie, Selenis Leyva, Connie Britton, Olivia Washington, London Covington e Michael K Williams, "892"

COMPETIÇÃO DOCUMENTAL AMERICANA

Grande Prêmio do Júri: "The Exiles"

Prêmio do Público: "Navalny"

Melhor Direção: Reid Davenport, "I Didn't See You There"

Melhor Edição: Erin Casper e Jocelyne Chaput, "Fire of Love"

Prêmio Especial do Júri por Impacto pela Mudança: "Aftershock"

Prêmio Especial do Júri por Impacto pela Visão Criativa: "Descendant"

COMPETIÇÃO DRAMÁTICA MUNDIAL

Grande Prêmio do Júri: "Utama"

Prêmio do Público: "Girl Picture"

Melhor Direção: Maryna Er Gorbach, "Klondike"

Prêmio Especial do Júri: "Leonor Will Never Die"

Prêmio Especial do Júri por Melhor Atuação: Teresa Sánchez, "Dos Estaciones"

COMPETIÇÃO DOCUMENTAL MUNDIAL

Grande Prêmio do Júri: "All That Breathes"

Prêmio do Público: "The Territory"

Melhor Direção: "A House Made of Splinters"

Prêmio Especial do Júri por Técnica Documental: "The Territory"

Prêmio Especial do Júri por Excelência em Filmagem Real: "Midwives"

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade