PUBLICIDADE

Alfred Molina confirma volta como Doutor Octopus no próximo "Homem-Aranha"

17 abr 2021
0comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/Sony / Pipoca Moderna

O ator Alfred Molina confirmou o seu retorno como o Doutor Octopus no próximo filme do Homem-Aranha. A participação tinha vazado em dezembro passado, mas até este fim de semana nem os estúdios nem o ator tinham comentado a escalação.

Em entrevista à revista Variety, Molina não apenas confirmou que voltará ao papel que interpretou em 2004, no filme "Homem-Aranha 2", mas deu detalhes de como isso vai acontecer, revelando aos fãs que "Spider-Man: No Way Home" realmente abordará o multiverso - mais especificamente, o "Aranhaverso" das outras encarnações do personagem no cinema.

Só que ele não podia sequer ter dito nada disso.

"Quando estávamos filmando, havia ordens de não falar sobre isso, porque era para ser um grande segredo", disse Molina com uma risada durante a entrevista. "Mas, você sabe, está tudo na internet. Na verdade, eu descrevo minha participação como o segredo mais mal guardado de Hollywood!"

Entusiasmado, Molina descreveu a volta ao papel como algo "maravilhoso", mas também inesperado, pois, como lembra, "Eu morri" no filme de 2004. Ele próprio questionou como isso seria possível para o diretor Jon Watts, que lhe disse: "Neste universo, ninguém realmente morre".

Segundo o ator, o novo filme vai retomar a história do Doutor Octopus exatamente "naquele momento", em que ele supostamente morre afogado no rio Hudson. Isto significa que ele voltará como o mesmo personagem e não uma nova versão do antigo papel. Mais que isso: voltará com a mesma idade que tinha há 17 anos.

O próprio Molina contou que ficou em dúvida foi sobre como eles iriam lidar com o fato de que, aos 67 anos, ele tinha adquirido "dois queixos, uma papada e uma curvatura" que não possuía no filme de 2004.

"O diretor apenas olhou para mim e disse: 'Você viu o que fizemos com Bob Downey Jr. e Sam Jackson?'", explicou Molina com outra risada. Em "Capitão América: Guerra Civil" (2016), a Marvel usou CGI para reduzir a idade de Robert Downey Jr., que modo que ele ficasse como seu visual de 1991, e em "Capitã Marvel" (2019), também ambientado na década de 1990, Samuel L. Jackson foi rejuvenescido digitalmente para encarnar a versão jovem de seu personagem, Nick Fury.

Molina também citou "O Irlandês", de Martin Scorsese, como um exemplo de redução do envelhecimento digital - e de suas limitações.

"Eles deixaram o rosto de Robert De Niro mais jovem, mas quando ele estava lutando, ele parecia um cara mais velho", disse Molina. "Ele parecia um velho! Isso é o que me preocupou em assumir esse papel", contou. "Não tenho a mesma agilidade de 17 anos atrás", continuou ele.

Entretanto, seu vilão tem uma especificidade que resolve este problema. "Lembrei-me que são os tentáculos que fazem todo o trabalho!"

Ele disse que só precisa olhar intensamente para a câmera, enquanto os tentáculos mecânicos do personagem se mexem com ajuda de efeitos visuais para criar toda a sensação ameaçadora das cenas de luta. "Eu só faço muito isso, enquanto os braços estão matando, destruindo e quebrando. Minhas cenas de ação são um olhar maldoso no meu rosto".

O resultado, segundo ele, "é fantástico".

Os estúdios Sony e Marvel não confirmaram nenhuma das informações reveladas pelo ator, nem sequer que ele faz parte do elenco.

Ainda sem título oficial em português, "Spider-Man: No Way Home" também incluiria a participação de Jamie Foxx como o vilão Elektro, de "O Espetacular Homem-Aranha 2" (2004). E, segundo boatos alimentados por blogs geeks, seria estrelado por Tobey Maguire, Andrew Garfield e Tom Holland como três versões do Homem-Aranha.

Os únicos atores oficialmente confirmados são Tom Holland (como Peter Parker/Homem-Aranha), Zendaya (M.J.), Jacob Batalon (Ned Leeds) e Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho).

A estreia está marcada para dezembro deste ano.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade