0

Tarantino defende abordagem arrogante de Bruce Lee em filme

Diretor falou sobre a polêmica envolvendo a sua abordagem de Bruce Lee no longa 'Era uma Vez em ... Hollywood'

13 ago 2019
11h53
atualizado às 12h32
  • separator
  • 3
  • comentários

Quentin Tarantino defendeu sua abordagem "arrogante" de Bruce Lee em Era uma Vez em... Hollywood durante uma coletiva de imprensa em Moscou. Segundo o cineasta, a sua versão do ator e lutador de artes marciais não é "nem um pouco imprecisa".

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

"Bruce Lee era um sujeito meio arrogante", afirmou o cineasta (via Variety). "A forma como ele falava, eu não simplesmente inventei boa parte daquilo. Eu o ouvi dizendo coisas como aquelas, para aqueles efeitos. Se as pessoas estão dizendo que 'ele nunca disse que poderia vencer Muhammad Ali', bem, sim, ele disse. Não apenas ele disse, mas a esposa dele, Linda Lee, disse isso na primeira biografia dela que eu li. Ela com certeza falou aquilo."

Em Era uma Vez em... Hollywood, Bruce Lee é interpretado por Mike Moh. A versão de Lee abordada no filme gerou controvérsias e críticas porque, em algumas cenas, ele surge no set fictício de O Besouro Verde criticando o icônico boxeador e provocando uma briga com o dublê Cliff Booth (Brad Pitt).

Em declaração à Variety, a filha de Lee, Shannon, e o instrutor de artes marciais Dan Inosanto, parceiro de luta do falecido ator, demonstraram estarem decepcionados com a abordagem mostrada no longa.

"Ele não era convencido, na minha opinião", afirmou Inosanto. "Talvez ele fosse convencido no que diz respeito a artes marciais porque ele era muito certo a respeito de si mesmo. Mas, em um set, ele não se exibia. Bruce Lee jamais diria algo degradante a respeito de Muhammad Ali, porque ele idolatrava o chão em que Ali caminhava."

Para Shannon, a versão de Tarantino carrega um certo preconceito: "Ele era continuamente marginalizado e tratado como um certo estorvo pela Hollywood branca, e é como ele é tratado no filme por Quentin Tarantino".

Entre outras críticas que o filme recebeu, Inosanto também questionou uma cena específica em que Lee é derrotado em uma luta por um dublê:

"Cliff poderia bater em Bruce Lee? Brad [Pitt] não poderia, mas Cliff talvez sim", argumentou Tarantino. "Se você me perguntar quem venceria em uma luta entre Bruce Lee e Drácula, é a mesma questão. Se eu disser que Cliff pode vencer Bruce Lee, ele é um personagem fictício, então ele poderia vencer Bruce Lee. A realidade da situação é: Cliff é um Boina Verde [oficial do exército norte-americano]. Ele matou muitos homens na Segunda Guerra Mundial. O que Bruce Lee diz o tempo todo é que ele admira guerreiros. Ele admira combate, e boxe está mais próximo do combate enquanto um esporte. Cliff não é parte do esporte como combate, ele é um lutador."

Era uma Vez em... Hollywood chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, dia 15.

Veja também:

Rihanna critica Donald Trump após tiroteios nos EUA

 

AdoroCinema
  • separator
  • 3
  • comentários
publicidade