0

Stephen King diz que Doutor Sono "repara" O Iluminado de Stanley Kubrick

Isso é... bom?

5 nov 2019
20h44
  • separator
  • 0
  • comentários

É sabido que Stephen King tem uma histórica aversão à adaptação de O Iluminado assinada por Stanley Kubrick em 1980. O escritor já chegou a afirmar que o filme "não tem senso de investimento emocional algum na família", e que "odiou" o resultado. Agora, o mestre do terror declara que, aparentemente, a crise foi evitada pois a sequência, Doutor Sono, está aprovada.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

"Eu li o roteiro com muito, muito cuidado", contou King à Entertainment Weekly. "Porque, obviamente, eu queria fazer um bom trabalho com a sequência, porque as pessoas conheciam o livro e eu não queria estragar as coisas. Eu gostei de todos os filmes de Mike Flanagan, e trabalhei com ele antes em Jogo Perigoso. Então, eu li o roteiro com muito cuidado e disse a mim mesmo que tudo do que eu não havia gostado da versão de Kubrick de O Iluminado teve uma redenção aqui."

Apesar de ter ganhado notoriedade com A Maldição da Residência Hill, série de 2018 lançada pela Netflix, Mike Flanagan tem um histórico com filmes de terror que não conta exatamente a favor de seu currículo: além de Jogo Perigoso, ele comandou também Ouija - Origem do Mal, O Sono da Morte, Hush: A Morte Ouve e O Espelho.

"Foi muito legal", conta Flanagan sobre quando assistiu a Doutor Sono na companhia do próprio. "Eu terminei o filme, levei para Bangor [onde o escritor mora] e mostrei a ele. Sentei com ele em uma sala de cinema vazia e nós vimos o filme juntos. Passei o filme todo tentando não vomitar, olhando para os meus próprios pés, meio que analisando exageradamente qualquer som que ele fizesse perto de mim. O filme acabou, os créditos subiram, ele se inclinou e colocou a mão sobre o meu ombro e disse: 'Você fez um trabalho bonito'. E eu morri. No resto do dia, falamos muito sobre Kubrick, falamos sobre as outras adaptações, sobre política moderna, Trump e o estado do mundo. E ele disse meio que 'Ter visto esse filme aqueceu os meus sentimentos a respeito do filme de Kubrick'. Foi aí que eu surtei. O objetivo desde o início era colocar as duas produções de forma unificada, reparar o gargalo entre O Iluminado de Kubrick e O Iluminado de King. Se houvesse uma maneira de fazer isso, mesmo que um pouco, era o que eu queria como fã."

Protagonizado por Ewan McGregor como a versão adulta de Danny Torrance, a sequência se passa quarenta anos após o original e vai contar a história de Danny já na vida adulta. Depois de sofrer tantos traumas durante a infância, ele tenta superar o alcoolismo, enquanto usa seus poderes psíquicos para curar pacientes do hospital em que trabalha. Mas tudo muda quando uma jovem misteriosa (Kyliegh Curran), com habilidades especiais parecidas, cruza seu caminho.

King finaliza: "Não quero entrar em uma grande discussão sobre o quão o filme O Iluminado é bom ou o que eu sinto por ele. Tudo o que eu posso dizer é que Mike pegou o material, criou uma história incrível (...) Porque ele conseguiu pegar o meu livro, Doutor Sono, a sequência, e de alguma forma conectá-lo tranquilamente à versão de Kubrick de O Iluminado. Então, sim, eu gostei bastante disso."

Doutor Sono chega aos cinemas no próximo dia 7 de novembro. Leia a crítica.

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade