0

Star Wars: J.J. Abrams explica como Carrie Fisher foi inserida em A Ascensão de Skywalker

O filme terá cenas da atriz interagindo com a filha Billie Lourd.

23 mai 2019
18h16
  • separator
  • 0
  • comentários

Carrie Fisher, intérprete da eterna princesa/general Leia Organa, vai aparecer em Star Wars: A Ascensão Skywalker através de cenas deletadas de O Despertar da Força (2015). Mas como isso vai acontecer na prática? O diretor J.J. Abrams explicou como a saudosa atriz foi inserida no Episódio IX.

Foto: Lucasfilm / AdoroCinema

Segundo o cineasta afirmou, em entrevista à Vanity Fair, a equipe de A Ascensão Skywalker escreveu cenas em torno das filmagens existente de Fisher, e gravaram outros ângulos, combinaram a iluminação e montaram um produto acabado "como se estivéssemos fazendo uma refilmagem a partir do lado de alguém, o que acontece o tempo todo". Abrams chamou o processo de desenterrar a performance de Fisher de um "tipo bizarro de lado esquerdo / lado direito do cérebro tipo de diagrama de Venn, de descobrir como criar o quebra-cabeça baseado nas peças que tínhamos."

Devido a esse cuidadoso "patchwork" digital que deixa a performance humana completa de Fisher intacta, a integração de Leia no filme é tão completa que ela interage fisicamente com alguns dos outros personagens em A Ascensão Skywalker. O trailer do filme trouxe uma cena emocionante de Leia abraçando Rey (Daisy Ridley). "Você vê isso na cena de [Carrie] abraçando", diz Abrams. "E é como se ela estivesse nesse filme no qual teríamos desejado esse momento".


Leia e Rey em cena de Star Wars: A Ascensão Skywalker.

Além disso, o novo filme da franquia traz um encontro entre Leia e a Tenente Connix, personagem interpretada por Billie Lourd, filha de Carrie Fisher. "Eu tinha escrito propositadamente sua personagem em cenas sem Carrie, porque eu só não queria que fosse desconfortável para ela", disse Abrams sobre o papel de Lourd. Entretanto, a atriz pediu que as duas interagissem em cena: "Eu quero estar em cenas com ela. Eu quero isso para meus filhos quando eu tiver filhos. Eu quero que eles vejam", teria dito Lourd para o diretor.

Abrams ainda comentou que, em alguns momentos, Lourd ficou sobrecarregada durante as filmagens, especialmente nas cenas em que sua personagem interagia com Leia e a tocava. "Ela ficava emotiva e meio que tinha que sair de cena por um minuto", lembra ele. "Eu sei que foi difícil para ela por um tempo."


O cineasta espera que a inserção de Carrie Fisher no filme não distraia o público do que será a última perfomance da atriz nas telas. "Espero que quando as pessoas virem, elas não estejam pensando nisso. Claro, alguns vão, mas eu acho que é uma daquelas coisas. Meio que desaparece depois de um momento, porque não é bem um truque de mágica; é mais um truque de edição."

Para ele, o retorno de Fisher é bastante emotivo. "Há um elemento do estranho, espiritual, você sabe", completou Abrams. "Clássico da Carrie, teria acontecido assim, porque de alguma forma funcionou. E nunca pensei que fosse dar certo".

Estrelado por Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Adam Driver, Mark Hamill e Billy Dee Williams, Star Wars: A Ascensão Skywalker estreia no dia 19 de dezembro.

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade