1 evento ao vivo

Star Wars: 5 coisas que você precisa saber para assistir à saga pela primeira vez

Que o dia 4 de maio esteja com você!

4 mai 2019
09h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Jedi, Sith, padawan, droid, Força, todos estes são nomes complicados para quem não tem afinidade com a saga Star Wars, mas não se preocupe. Chegou a hora de você, que não conhece muito saga Guerra nas Estrelas, deixar de ficar perdido e entrar nas discussões dos rolês.

Foto: Lucasfilm / AdoroCinema

Antes que Star Wars: A Ascensão Skywalker chegue aos cinemas com o desfecho das trilogias da franquia Guerra nas Estrelas, os fãs têm um compromisso neste dia 4 de maio. Tradicionalmente é a data em que se comemora o Star Wars Day. Em inglês, "May the 4th", um trocadilho com "May the Force be with you" ("Que a Força esteja com você", na tradução).

Para que até mesmo quem é iniciante na franquia possa comemorar o Star Wars Day, que tal conhecer (ou relembrar) cinco coisas que você precisa saber para assistir aos filmes da franquia? Confira abaixo.

Que ordem assistir aos filmes?


A franquia Star Wars é composta por três trilogias — sendo que a última será encerrada com o inédito A Ascensão Skywalker —, além de dois longas-metragens spin-offs (Rogue One e Han Solo), algumas séries animadas, e duas produções live-action inéditas para a TV (The Mandalorian e o prelúdio de Rogue One). Com tantos filmes, como começar a assistir? Qual é a ordem correta para ver a saga?

Enquanto existe uma ordem cronológica dos eventos das produções, é recomendável ver os filmes na sequência em que foram lançados — pelo menos, as trilogias — para ter a sensação das revelações conforme elas vão acontecendo. Assim, comece vendo Uma Nova Esperança, O Império Contra-ataca e O Retorno de Jedi, para então partir para os prequels (que contam a história do pai do Luke, Anakin Skywalker) A Ameaça Fantasma, Ataque dos Clones e Vingança dos Sith. Aproveite e assista também a Rogue One e Han Solo antes de começar a terceira e última trilogia (ambientada cerca de 30 anos após os eventos de O Retorno de Jedi): O Despertar da Força, Os Últimos Jedi, na preparação para A Ascensão Skywalker, que estreia em dezembro nos cinemas.


Alguns fãs ainda sugerem ver O Retorno de Jedi logo antes de O Despertar da Força (ao invés de logo depois de O Império Contra-ataca), para fazer um gancho com a nova trilogia e preservar o último plot twist. Mas isso fica a critério do freguês.

Fórmula de sucesso


Não à toa, o sucesso de Star Wars segue uma fórmula: o filme sempre terá um herói, que tem dúvidas sobre seu futuro e/ou origem; uma heroína forte; um robô que acompanha o protagonista; uma nave importante para os eventos da trama (quem não ouviu falar de Millennium Falcon?!); luta do bem contra o mal, e muitas aventuras pela galáxia. Guarde os nomes desses protagonistas: Luke Skywalker (Mark Hamill), Princesa Leia (Carrie Fisher), Han Solo (Harrison Ford) na trilogia clássica; Anakin Skywalker (Jake Lloyd/Hayden Christensen) e Rainha Amidala (Natalie Portman) nos prequels; Rey (Daisy Ridley), Poe (Oscar Isaac), Finn (John Boyega) na nova trilogia; e Yoda, Obi-Wan Kenobi (Alec Guinness/Ewan McGregor) e Chewbacca (Peter Mayhew/Joonas Suotamo) em basicamente todos eles.

Sith x Jedi


Conforme falamos, Star Wars é basicamente uma luta do bem contra o mal. Desse modo, os personagens da saga são divididos entre membros da Alianca Rebelde e do Império na trilogia clássica, membros da Resistência e da Primeira Ordem na trilogia mais recente, e entre Jedi e Sith em praticamente todos os filmes. Fique atento a estes dois últimos nomes.

Jedi são pessoas que podem usam o poder da Força, uma energia entre todas coisas, que traz equilíbrio e une o universo como ele é. Eles são os "bonzinhos", com uma ordem que funciona como uma religião, não se entregam à emoções fortes como ódio e medo, possuem regras, treinamento, e seus pupilos são os "padawan". Eles atuam no Lado da Luz da Força e usam sabres de luz das cores azul ou verde, eventualmente roxo.

Já os Sith sempre têm dois membros — um mestre (por muito tempo, o Imperador Palpatine) e um aprendiz. Eles são os "vilões", usam fortes emoções para alimentar seu próprio poder e ganância. Eles usam o título "Darth", atuam no Lado Negro da Força e possuem sabres de luz da cor vermelha.

Darth Vader é pai do Luke


Hoje em dia é difícil de fugir do maior spoiler e reviravolta de Star Wars (pelo tempo, inclusive, o segredo dessa informação já expirou há muito tempo), por isso é melhor começar a saga já sabendo. O vilão da trilogia clássica Darth Vader é, na verdade, pai de Luke Skywalker, aprendiz de Jedi. Isso quer dizer, é claro, que os prequels contam a história da infância e juventude de Anakin Skywalker, e de como ele se tornou Vader. Este não é o único parentesco marcante e importante para saber na saga. A Princesa Leia, por exemplo, é irmã de Luke, também filha de Anakin, que foi separada do irmão após o nascimento. A nova trilogia, que traz Luke, Leia e Han mais velhos, também tem uma importante informação de parentesco, mas vamos deixar para vocês descobrirem/relembrarem quando assistirem.

Jar Jar Binks não é o fim do mundo


É basicamente consenso entre os fãs de Star Wars que os três prequels — A Ameaça Fantasma, Ataque dos Clones e Vingança dos Sith — são inferiores, em termos de qualidade, das demais trilogias. Entretanto, ao se deparar com o personagem pateta de Jar Jar Binks não desista. Conselho de fã, parafraseando Dory de Procurando Nemo, "continue a nadar" e siga em frente, pois valerá à pena saber como Anakin se tornou Darth Vader. Sem contar que terá ótimas e empolgantes cenas de sabre de luz! Só ignore o início do romance entre Anakin e Amidala, com o rapaz comparando a pele da moça à um local suave, sem areia áspera.

E aí, partiu uma galáxia muito, muito distante? Que a Força esteja com você neste dia 4 de maio. Para entrar no clima, nada melhor do que começar sua maratona pela playlist Star Wars do Telecine Play.

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade