0

Sony anuncia novos planos para o futuro de seu Universo Homem-Aranha

Sem o Cabeça de Teia, série de filmes da companhia terá seu pontapé inicial em outubro, com Venom.

9 ago 2018
17h12
  • separator
  • comentários

A Sony está em uma posição muito peculiar em Hollywood. A compra da Fox pela Disney por US$ 73,1 bilhões transformou a companhia japonesa na única detentora de propriedades da Marvel além da casa de Mickey Mouse, dona do império estabelecido por Stan Lee. E o estúdio não pretende deixar passar a oportunidade de capitalizar sobre seus super-heróis... e vilões: a Sony anunciou mais três filmes derivados da saga do Homem-Aranha após Venom, pontapé inicial de seu Universo Compartilhado (via Variety).

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Ao invés de produzir Sabre de Prata e Gata Negra, o estúdio decidiu dividir o projeto em dois filmes solo: "Acreditamos que a Gata Negra é uma personagem grande o suficiente com uma ótima história de origem e ótimas aventuras para justificar um filme solo", declarou Sanford Panitch, presidente da Columbia Pictures, subsidiária da Sony. Maiores informações ainda não foram divulgadas, mas já se sabe que a diretora Gina Prince-Bythewood (Nos Bastidores da Fama) não deve fazer sua estreia no comando de blockbusters por enquanto; por outro lado, ela permanecerá na Sony como produtora de ambos os projetos e pode passar à cadeira de direção no futuro.


Sabre de Prata e Gata Negra vão estrelar seus próprios filmes.

Outro título que logo entrará em pré-produção é a adaptação da história de Kraven, o Caçador. O russo, membro do Sexteto Sinistro, não é um dos antagonistas mais conhecidos do Homem-Aranha, mas a Sony está determinada a apresentá-lo ao público do cinema, especialmente após a ótima aceitação do Abutre de Michael Keaton em Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Assim como no caso dos longas da Sabre de Prata e da Gata Negra, o filme de Kraven ainda está nos estágios iniciais de desenvolvimento; o roteiro será assinado por Richard Wenk (O Protetor 2).

Além disso, Panitch também revelou que o estúdio pretende vasculhar bem o catálogo de quase 900 personagens do qual tem posse. Além de Morbius, com Jared Leto como o vampiro-titular e Daniel Espinosa (Vida) na direção, a Sony planeja adaptar a trajetória das heroínas Jackpot e da coreano-americana Silk para as telonas, buscando incentivar a onda de representatividade que felizmente vem tomando conta do universo dos blockbusters. Vale lembrar que a adaptação de Nightwatch também está no pacote, com Spike Lee cotado para dirigir.


Kraven, o Caçador luta contra Venom nos quadrinhos.

Sair pela tangente e explorar antagonistas e coadjuvantes das aventuras de Peter Parker foi a saída que a Sony encontrou para contornar a "ausência" do Homem-Aranha de Tom Holland, propriedade exclusiva do Universo Cinematográfico Marvel por causa de um acordo firmado entre os produtores Kevin Feige e Amy Pascal. O Cabeça de Teia, no entanto, não está excluído dos planos do estúdio. No âmbito das animações, Peter Parker e Miles Morales, as duas versões mais populares do herói amigão da vizinhança, compartilham o estrelato de Homem-Aranha no Aranhaverso.

É evidente que a Sony tomará decisões mais concretas a partir do rendimento de Venom, que chega às telonas brasileiras no dia 4 de outubro com um grande peso sobre as costas. Afinal de contas, o bem-estar do futuro do Universo Homem-Aranha da companhia depende do sucesso do blockbuster estrelado por Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed e Woody Harrelson.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade