1 evento ao vivo

San Diego Comic-Con 2019: Explorando "área cinzenta", Cobra Kai inverte os papéis do bem e do mal

A série que dá continuidade ao embate entre Johnny Lawrence e Daniel LaRusso vai em busca das origens da franquia na próxima temporada.

21 jul 2019
19h45
  • separator
  • 0
  • comentários

O painel em homenagem à série Cobra Kai na San Diego Comic-Con 2019 teve um início curioso que deixaria os desavisados confusos: não foi a entrada no palco do ator Ralph Macchio, intérprete do herói Daniel LaRusso, que mereceu mais aplausos da plateia que lotou o pavilhão Ballroom 20. Na verdade, o convidado mais celebrado foi William Zabka, o protagonista Johnny Lawrence, vilão do filme Karatê Kid, de 1984.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

A tamanha adulação pelo lado "inimigo" da franquia pode parecer estranha a quem só conhece o clássico oitentista de 35 anos atrás. Mas Cobra Kai, série exclusiva do serviço YouTube Premium, não é bem sucedida apenas pelo apelo nostálgico de dar continuidade a uma saga de três décadas. O produto também apresenta um empenho narrativo interessante que explora a ideia de que toda história possui dois lados, e que os bonzinhos não são tão inocentes quando observados por outro ponto de vista.


William Zabka e Ralph Macchio, no painel de "Cobra Kai"

A apresentação que ocorreu na quinta-feira (18), primeiro dia da SDCC, contou com a presença do elenco principal da série (Ralph Macchio, William Zabka, Martin Kove, Xolo Maridueña, Mary Mouser e Tanner Buchanan), além dos criadores/produtores Jon Hurwitz, Josh Heald e Hayden Schlossberg. Durante uma hora, o grupo discorreu sobre os principais acontecimentos da segunda temporada e suas consequências para próxima leva de dez episódios, já confirmada para 2020.

Entre as poucas novidades reveladas, a mais interessante é a que aponta que a trama vai se deslocar de seu cenário tradicional nos subúrbios de Los Angeles para uma localidade mais remota - no caso, a ilha de Okinawa, no Japão, terra natal do Sr. Miyagi, finado mestre de Daniel-San (interpretado por Pat Morita). "Vamos explorar mais a origem do Miyagi-Do na terceira temporada", revelou o produtor Josh Heald.


A ótima química que Zabka e Macchio exibem ao longo dos 20 episódios de Cobra Kai se estendeu ao painel, durante o qual ambos trocaram elogios e revelaram detalhes bem humorados das filmagens do longa de 1984 e da série, que estreou em 2018 no serviço pago do YouTube.

"São as perspectivas que fazem de Cobra Kai tão incrível, e as áreas cinzentas que a série explora com seus personagens", disse Macchio. "Já Karatê Kid era uma história 'preto e branco', do bem contra o mal. Ninguém em 1984 não estava torcendo por Daniel LaRusso."

"Esses dois personagens são muito diferentes", acrescentou o ator de 57 anos, sobre a dinâmica de rivalidade entre Daniel e Johnny, "mas ironicamente, às vezes, eles são a mesma coisa."

"Eu adoraria interpretar Daniel sem pensar", falou Zabka, respondendo sobre qual outro personagem gostaria de fazer na série. "Afinal, ele tem a esposa, os filhos, a vida fácil… Só que eu faria as coisas bem diferentes. Mas na verdade estou feliz sendo o Johnny. Aliás, obrigado por me escalarem de novo para o papel", ele brincou, dirigindo-se aos criadores na mesa.


Pelo menos por enquanto, Cobra Kai continuará como uma série para ser consumida exclusivamente no YouTube. Os produtores negaram a possibilidade de investir no formato DVD/Blu-ray, mas houve tempo para uma boa notícia aos não-assinantes: a primeira temporada completa será disponibilizada gratuitamente a partir de 29 de agosto, enquanto os episódios do segundo ano serão liberados um por semana, a partir de 11 de setembro.

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade