8 eventos ao vivo

Robert De Niro é cotado para o elenco do filme de origem do Coringa (Rumor)

Será que o ator vai contracenar com o protagonista Joaquin Phoenix e o diretor Todd Phillips?

19 jun 2018
12h40
  • separator
  • comentários

A pré-produção do filme de origem do Coringa que está sendo produzido pela DC ainda está rodeado de segredos, mas foram reveladas novas informações. Foi divulgada uma leva de descrições de personagens do novo projeto e levantado o rumor de que Robert De Niro está sendo cotado para um desses papéis de coadjuvante.

Foto: Getty Images / AdoroCinema

O site The Hashtag Show afirmou que fontes revelaram que De Niro está sendo considerado para interpretar o papel de Murray Franklin, personagem descrito apenas como um homem na casa dos 65-75 anos que é caucasiano. Não há nenhuma menção sobre o interesse do ator no projeto, mas alguns nomes de peso envolvidos na equipe podem atraí-lo.

O ator Joaquin Phoenix (Ela, Johnny & June, O Mestre) foi confirmado no papel principal da trama e dará vida ao Palhaço do Crime, um dos maiores antagonistas dos quadrinhos da DC Comics. O projeto com ênfase na história do personagem, que não exclui a possibilidade de Jared Leto continuar interpretando o papel em outros filmes, contará com a direção de Todd Phillips, da trilogia Se Beber, Não Case!. O nome do veterano Martin Scorsese também ronda o longa como possível produtor executivo, mas nada foi confirmado.

Ainda sem título, o filme de origem do Coringa começara a ser filmado entre setembro e dezembro de 2018, e terá um orçamento reduzido. Enquanto obras como Mulher-Maravilha, Batman Vs Superman - A Origem da Justiça e Liga da Justiça custaram, respectivamente, US$ 149 milhões, US$ 250 milhões e US$ 300 milhões; o novo projeto terá o modesto orçamento de US$ 55 milhões, provavelmente para dar um alívio aos cofres do estúdio.

Leia abaixo as descrições de outros personagens que estarão na trama:

Penny: papel coadjuvante feminino (60-74 anos). Caucasiana. De classe baixa, bastante atraente em seus dias de juventude, ainda se sente assim sobre si mesma. Recentemente sua saúde começou a ficar ruim e ela está quase acamada em seu apartamento no Lower East Side, o qual ela compartilha com o seu filho que acabou de retornar para casa. Obcecada com o seu antigo empregador, ela não consegue acreditar que sua vida chegou ao fim da forma que está.

Sophie Dumond: papel coadjuvante feminino (27-34 anos), para ser interpretada por uma afro-americana ou latina. Não é bonita, ela é rígida, uma mãe solteira que vive no Lower East Side e faz o melhor que pode, tentando sobreviver, enquanto se sente desgastada pela agitação da cidade. Ela entende como o sistema está contra ela e as pessoas da sua comunidade, e como isso é injusto. Ela está apenas tentando encontrar um respiro.

Randall: papel coadjuvante masculino (40-59 anos). Caucasiano corpulento. Ele pensa que é a pessoa mais sábia e mais bem informada em todos os ambientes, costuma se portar como um mentor para todos, enquanto na verdade está cuidando de si mesmo.

Gary: papel coadjuvante masculino (30-49 anos) de qualquer etnia para interpretar um anão. O melhor amigo de Randall. Ele é bem-humorado e amigo dos seus colegas de trabalho, uma das únicas pessoas decentes em todo o filme.

Hoyt Vaughn: papel coadjuvante masculino (50-69 anos) de qualquer etnia. Antigo gerente da equipe de hotel. Ele já viu de tudo e acha difícil se importar com qualquer coisa.

Detetive Garrity: papel coadjuvante masculino (50-59 anos) de qualquer etnia. Detetive da polícia de uma cidade que está à beira do abismo. Um policial rígido, que segue as regras, desgastado pelos anos de serviço. Ele não se preocupa, nem leva em consideração nos seus casos nenhuma das questões sociais ou políticas.

Detetive Burke: papel coadjuvante masculino (30-39 anos) de qualquer etnia. detetive da polícia e parceiro de Garrity. Ele é um babaca que se livra das coisas por estar em uma posição de autoridade. Ser um policial é a forma que ele se define.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade